American Airlines comemora desempenho de voo que liga Salvador - Miami

Em fevereiro deste ano, o voo Salvador/Miami obteve o melhor aproveitamento da American Air Lines no Brasil.

  
  

Um ano e três meses após o primeiro voo direto ligando as cidades de Salvador e Miami, representantes da American Airlines promoveram, nesta terça-feira (23), no Hotel Pestana da capital baiana, um café da manhã em comemoração ao desempenho das operações da companhia na Bahia. O encontro contou ainda com a participação do secretário de Turismo do Estado, Domingos Leonelli, da presidente da Bahiatursa, Emília Silva e do presidente da ABAV-BA, Pedro Galvão, além de viagem.

O diretor de Vendas e Marketing da American Airlines, Dilson Verçosa Junior, destacou o desempenho nos últimos três meses, período em que a empresa operou com uma taxa de ocupação de 85% nos vôos Salvador/Miami. “Quase metade dos nossos bilhetes hoje já são vendidos no exterior. Acreditamos que este é o ano de consolidação desta rota, que neste período de 15 meses manteve uma média de 60% de ocupação”, explica.

Verçosa lembrou ainda que muitos obstáculos foram superados. “O início das nossas operações com Salvador, Recife e Belo Horizonte foi muito difícil, pois se deu no auge da crise que afetou, sobretudo, os Estados Unidos. Chegamos a reduzir duas freqüências, mas hoje e vamos permanecer com o voo diário, uma vez que o desempenho tem sido muito bom”, conta.

Em fevereiro deste ano, o voo Salvador/Miami obteve o melhor aproveitamento da American Air Lines no Brasil.

O secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, lembra que “houve um empenho muito grande do governo para atrair esse voo” e que os resultados têm sido bastante satisfatórios para o setor. “Os desembarques dos EUA para a Bahia saíram de 2,7 mil em 2007 para quase 20 mil em 2009”.

Leonelli lembrou ainda do interesse dos americanos pelas manifestações afrodescendentes que ocorrem na Bahia. “Isso ficou claro com a inclusão do Estado como um dos 31 lugares do mundo para visitar em 2010, pelo Jornal The New York Times”.

Promoção – A presidente da Bahiatursa, Emília Silva, destacou a importância do mercado norte-americano, que enviou mais de 60 mil visitantes para o Estado em 2008 e disse que as ações de divulgação nos Estados Unidos concentram grande parte das verbas de divulgação internacional do órgão.

Ela lembrou que além do mercado afrodescendente, a Bahiatursa também se comunica com o público GLS norte-americano. “Este é um segmento bastante qualificado, que consome e que viaja bastante”, explica.

Este ano, segundo a presidente, a Bahia deve participar de eventos como festivais gastronômicos em Miami, Chicago, San Francisco, Nova Iorque e Atlanta.

Nos últimos três anos, a Bahia saiu de 14 para 28 frequências semanais para o exterior. Atualmente, há vôos regulares ligando a capital baiana a Madri, Lisboa, Frankfurt e Buenos Aires.

Fonte: Secretaria de Turismo da Bahia

  
  

Publicado por em