Crise aérea reduz turismo de eventos em Floripa

O caos aéreo que toma conta do país atingiu o setor de eventos em Florianópolis. Congressos foram cancelados ou transferidos e os que estão acontecendo registram queda no número de participantes. A presidente do Flori

  
  

O caos aéreo que toma conta do país atingiu o setor de eventos em Florianópolis. Congressos foram cancelados ou transferidos e os que estão acontecendo registram queda no número de participantes.

A presidente do Florianópolis Convention & Visitors Bureau, Carmen Maria Peters, calcula que o número de cancelamentos esteja entre 30% e 40%. A dirigente explica que os prejuízos são grandes, principalmente para os hotéis, que deixam de faturar com o evento em si e também com a suspensão das hospedagens.

O mais grave, segundo Carmen, é que ocorre um efeito cascata, já que o setor de eventos movimenta dezenas de empresas. "É o restaurante que não fará mais o jantar de confraternização, a empresa de transporte que não terá quem atender, a locadora de equipamentos que fica sem o serviço, o comércio que não receberá o turista, e assim por diante. Todos perdem", conta.

Nos hotéis de Florianópolis o clima é de apreensão, já que o turismo de eventos é o principal negócio da baixa temporada, respondendo por até 80% da ocupação. No Costão do Santinho Resort, vários eventos nacionais e internacionais previstos para os próximos meses estão sendo cancelados. Já os que estão confirmados, registram queda de 70% no número de participantes, segundo o diretor comercial adjunto, Rafael Pires. "Só no mês de agosto, três mil pernoites deixarão de ocorrer", diz. Ele calcula que no segundo semestre a queda deva ser drástica, já que houve redução de 75% nos bloqueios para o período.

A preocupação do trade turístico não se limita ao turismo de eventos. Existe um forte temor de que a crise aérea se estenda até o final do ano e comprometa as viagens de final de ano e Verão. A presidente do FCVB, Carmen Maria Peters, que é proprietária do Hotel Baía Norte, conta que algumas reservas de Réveillon já foram suspensas.

Fonte: Jornal de Turismo

  
  

Publicado por em