Em 10 anos, Airbus A320 teve 13 acidentes em pousos

Más condições Em 10 anos, Airbus A320 teve 13 acidentes em pousos Fonte: Estado de SP Entre 1995 e 2005, avi&oti

  
  

Más condições

Em 10 anos, Airbus A320 teve 13 acidentes em pousos

Fonte: Estado de SP

Entre 1995 e 2005, aviões da família A320 da Airbus sofreram pelo menos 13 acidentes graves ao fazer pousos. Eles levaram pilotos e operadores a pressionarem a empresa francesa a fazer modificações importantes nos equipamentos. O jornal O Estado de S. Paulo obteve documentos que mostram que em 2005 a Federação Internacional de Pilotos (Ifalpa, na sigla em inglês) se mostrou preocupada com as condições de pouso do A320 e emitiu um comunicado mundial alertando para os problemas.

A principal queixa era quanto à repetição de incidentes em que a roda dianteira girava 90 graus durante o pouso, afetando o controle do avião. A Ifalpa diz que, em contatos com a Airbus, conseguiu a informação de que o problema ocorrera em 13 ocasiões em dez anos, número considerado preocupante pela entidade que reúne mais de 100 mil pilotos em 95 países.

O alerta da Ifalpa, no entanto, mostra preocupação. Segundo a entidade, o problema na roda dianteira teve causas diferentes. Em três casos, a suspeita recai na instalação incorreta de uma parte do manete de potência das turbinas, depois de o avião passar por manutenção. Na seqüência, o problema surgia ao girar a roda 90 graus.

Em cinco acidentes, o problema estava ligado ao freio do avião, equipamento conhecido como BSCU (Break and Steering Control Unit). O boletim da Ifalpa aponta que a solução foi modificar o equipamento. Diferentes falhas no sistema hidráulico teriam sido a causa de outros cinco acidentes em pousos do A320 entre 1995 e 2005.

Na investigação do acidente com o Airbus da TAM dia 17, há suspeita de problemas com o manete. Análise preliminar da caixa-preta do vôo sugere que houve erro dos pilotos no seu uso.

Fonte: Portal Radar

  
  

Publicado por em

Darmabiah

Darmabiah

14/03/2009 23:56:20
Com certeza os Pilotos não erraram, mas foram induzidos pelo sistema computadorizado do avião ao acidente. Deixar manete em aceleração seria o mesmo que um motorista não abrir a portas do carro para sair de dentro dêle.Chega a subestimar a inteligencia de um chimpanzé!!