Governo do Paraná inicia fiscalização aérea ambiental com aviões motoplanadores

O Governo do Paraná, através do Programa Força Verde, iniciou na terça-feira, (7/12) o patrulhamento aéreo ambiental utilizando aviões motoplanadores. A previsão é que os vôos aconteçam diariamente, de acordo com as condições climáticas, para monitorament

  
  

O Governo do Paraná, através do Programa Força Verde, iniciou na terça-feira, (7/12) o patrulhamento aéreo ambiental utilizando aviões motoplanadores. A previsão é que os vôos aconteçam diariamente, de acordo com as condições climáticas, para monitoramento em todo o Estado.

O objetivo é vistoriar possíveis danos ambientais que não podem ser constatados em operações por terra. O primeiro vôo oficial fiscalizou os municípios da Região Metropolitana de Curitiba.

Foram investidos cerca de R$ 900 mil na compra dos duas unidades do avião conhecido como Super Ximango, que deverão intensificar o patrulhamento e proteção do meio ambiente e unidades de conservação do Estado. Além de serem econômicas, estas aeronaves proporcionam vôos silenciosos e de baixa altura.

“São aviões ideais para garantir a localização e autuação em flagrante dos agressores do meio ambiente”, afirmou o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luiz Eduardo Cheida.

Segundo ele, o patrulhamento aéreo é hoje ferramenta indispensável. “Somado às ações por terra, estamos garantindo aos paranaenses um futuro ambientalmente mais equilibrado”, disse Cheida.

A tripulação do avião é composta pelo comandante e por um policial da Força Verde, ambos com treinamento específico para patrulha ambiental. Ao avistar indícios de desmatamentos ou qualquer tipo de dano aos recursos naturais, é feito contato imediato com viaturas ou sedes da Força Verde mais próxima do local, que deverão se deslocar para efetuar a autuação.

De acordo com o presidente do IAP - Instituto Ambiental do Paraná, Rasca Rodrigues, os aviões garantem a fiscalização de uma área superior à que 20 viaturas fariam simultaneamente.

Segundo ele, o investimento que o Governo está fazendo na compra de equipamentos para fiscalização ambiental deverá aumentar o número de autos de infração aplicados no Estado.

“Quanto maior o número de fiscais e policiais em campo, com infra-estrutura adequada para o trabalho, maior serão as apreensões e o número de infratores autuados”, disse Rasca.

Além dos dois aviões motoplanadores, foram adquiridos um avião Skyline, dois helicópteros, dois barcos para fiscalização marítima e 10 viaturas que integram a frota.

O Força Verde prevê investimentos de R$ 7 milhões e vai reunir 904 profissionais, dos quais 604 policiais florestais e 300 fiscais do IAP.

Os recursos para compra dos equipamentos são do Fundo Estadual do Meio Ambiente que reúne os valores arrecadados com multas ambientais.

“No Paraná as multas ambientais se transformam em instrumentos de combate ao crime”, finalizou o secretário.

Fonte: AssCom SEMA

  
  

Publicado por em