João Pessoa vai receber voos fretados da Holanda em 2010

As negociações para a comercialização de pacotes com o destino João Pessoa para turistas da Europa teve início há aproximadamente dois anos.

  
  

A cidade de João Pessoa vai ter, a partir de abril de 2010, voos charter diretos da Holanda. A confirmação da operação comercial foi firmada na semana passada durante uma reunião na Capital com as participações de representantes da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por sua Secretaria de Turismo (Setur), Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), empresa aérea Fly Brasil e empresários do trade turístico paraibano. As negociações para a comercialização de pacotes com o destino João Pessoa para turistas da Europa teve início há aproximadamente dois anos quando técnicos da Setur participaram pela primeira vez da feira Vakantiebeurs, que acontece todos os anos em Utrecht, na Holanda.

O secretário de turismo da Capital, Elzário Pereira Júnior, revelou que os contatos feitos com os empresários, e a apresentação das potencialidades e atrativos de João Pessoa, foram essenciais para despertar o interesse da Fly Brasil para comercializar mais essa operação. "Isto é fruto da participação da Capital em outros países, em feiras, encontros e seminários. João Pessoa é um destino fantástico para o público europeu, mas os empresários precisavam saber disso, e a Setur tem esse compromisso de apresentar a cidade para atrair mais visitantes", explicou. Em 2007, Elzário Pereira Junior esteve na quele país onde fez os primeiros contatos. "Percebemos o interesse no destino João Pessoa, continuamos mantendo contato e mostrando o potencial da cidade. Agora recebemos essa boa notícia", comemorou.

O secretário de Turismo esteve reunido também com o superintendente da Infraero na Paraíba, Uziel Vieira, para saber os detalhes da vinda do voo da Fly. Segundo o superintendente serão feitos alguns ajustes no aeroporto Castro Pinto para receber os turistas europeus. "Apesar do aeroporto ser internacional, só recebemos voos nacionais, por isso será necessário fazer pequenas modificações, mas nada que atrapalhe a chegada do voo", revelou Uziel. A expectativa do superintendente da Infraero é que na data prevista para a chegada da aeronave, certamente tudo estará de acordo com as exigências para este tipo de voo.

Fonte: Diário do Turismo de João Pessoa

  
  

Publicado por em