Ministro diz que país tem o desafio de melhorar sistema aeroportuário até a Copa de 2014

O ministro garantiu que a Infraero tem feito um esforço de melhoria e recuperação no Aeroporto do Galeão.

  
  

Além da mobilidade urbana e dos transportes, o maior desafio que o Brasil tem hoje na parte de infraestrutura para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 é o sistema aeroportuário, disse ontem (2) no Rio de Janeiro o ministro do Turismo, Luiz Barretto. “O próximo passo é resolver a questão dos aeroportos e dos portos.”

“Acredito que a gente tem que preparar o Brasil para essa área, que tem crescido acima de 10% anuais. É um desafio imenso. Acho que a gente pode enfrentar, com muito planejamento e muito esforço, esse que é o principal tema nosso, que é a infraestrutura aeroportuária”.

Barretto destacou que o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro-Tom Jobim, conhecido como Galeão, é o único dos grandes aeroportos nacionais que têm ociosidade em voos internacionais. “Tem 48% de ociosidade. Então, o problema aqui é menos grave do que Cumbica e Brasília, por exemplo, que já estão com sua capacidade no limite”.

O ministro garantiu que a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) tem feito um esforço de melhoria e recuperação no Aeroporto do Galeão. Segundo ele, o Galeão é estratégico, inclusive para descentralização dos voos internacionais concentrados atualmente na cidade de São Paulo.

Fonte: Agência Brasil
Esta notícia está licenciada sob Licença Creative Commons de Atribuição 2.5

  
  

Publicado por em