Novas regras para bagagens de mão entram em vigor

As novas medidas de segurança para bagagens de mão em vôos internacionais entram em vigor a partir do dia 1° de abril, conforme a resolução de número sete da Agência Nacional de Aviação Civi

  
  

As novas medidas de segurança para bagagens de mão em vôos internacionais entram em vigor a partir do dia 1° de abril, conforme a resolução de número sete da Agência Nacional de Aviação Civil, publicada no dia 1º de março no Diário Oficial da União.

As mudanças atendem determinação da Organização da Aviação Civil Internacional (Oaci) para a proteção contra líquidos explosivos. De acordo com as novas regras, passageiros de vôos internacionais ou que utilizarem o salão de embarque internacional poderão transportar, nas bagagens de mão, apenas líquidos, incluindo gel e aerossol, conduzidos em frascos com capacidade de até 100 mililitros.

Todos os frascos devem ser acondicionados em uma embalagem transparente, completamente vedada, com capacidade máxima de um litro e com dimensões de 20 x 20 centímetros. Será permitida apenas uma embalagem por passageiro.

A alimentação que será consumida por bebês durante o vôo está liberada, desde que seja apresentada na inspeção do embarque, bem como líquidos de dietas especiais, na quantidade necessária a serem utilizados no período total da viagem. Medicamentos em forma líquida serão permitidos mediante apresentação da prescrição médica.

A compra de bebidas ou perfumes nos aeroportos está autorizada apenas nas lojas (freeshops) que estejam localizadas depois do ponto de inspeção. No entanto, os recipientes devem permanecer lacrados da decolagem ao pouso da aeronave, com recibo de compra à mostra.

Outras medidas de segurança

Em viagens nacionais ou internacionais, os passageiros devem seguir algumas medidas de segurança determinadas pela Agência Reguladora. Ao apresentar-se no embarque, é necessário estar munido de documento legal de identificação, original e válido, e apresentar-se no horário estabelecido pelo bilhete de passagem.

Os passageiros devem estar atentos aos avisos colocados nos aeroportos sobre materiais perigosos e proibidos. Também é importante atender às informações sobre controles de acesso e estar ciente que será negado o embarque e a entrada às áreas restritas aeroportuárias caso o usuário não submeter-se aos procedimentos de segurança estabelecidos.

Procedimentos na inspeção

Para a inspeção, o passageiro deve acondicionar seus pertences nas bandejas de raios-x, tais como casacos, chapéus, telefones celulares, chaves, câmeras, palm tops, porta moedas, além de livros, papéis e qualquer outro objeto carregado em mãos. Computadores portáteis também devem ser retirados para a inspeção.

Caso o passageiro esteja usando sapato com solado muito alto ou com características que permitam ocultar objetos proibidos, o fiscal poderá solicitar que o sapato seja retirado e inspecionado. Não é permitido atravessar o detector de metais utilizando qualquer tipo de objeto que cubra a cabeça.

Vale ressaltar que o passageiro não poderá ter acesso à sala de embarque caso se recuse a passar pela inspeção ou insista em levar material proibido para o embarque.

_____
fonte: Jornal de Turismo

  
  

Publicado por em