Pesquisa mapeia fluxo aéreo das cidades-sede da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014

O estudo analisou a oferta de voos internacionais em todo o Brasil.

  
  

“O Brasil joga com 12” é o nome do estudo desenvolvido pelo Observatório do Turismo, núcleo de pesquisas da São Paulo Turismo (SPTuris), empresa municipal de turismo e eventos) e a Editora Panrotas, especializada em informações aeroviárias.

O estudo, que será atualizado a cada três meses, é uma radiografia do serviço aéreo disponível entre as 12 cidades que receberão os jogos da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

Nesta primeira edição, foi publicado junto com o boletim que consolida o desempenho do turismo na cidade de São Paulo no primeiro semestre de 2012.

Segundo o levantamento, realizado de 4 a 10 de junho, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte são as únicas sedes que têm voos diretos para todas as demais — entre si e também para Salvador, Recife, Natal, Fortaleza, Manaus, Cuiabá, Porto Alegre, Curitiba.

Já Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Fortaleza e Manaus trabalham com dez dos 11 destinos, e Natal e Cuiabá, com sete. Quando considerados também os voos com escalas, todas as cidades-sede são atendidas, porém nestes casos há uma grande variação de horários, escalas e conexões.

No período monitorado, a oferta foi de 13 mil voos semanais. As 12 cidades-sede da Copa concentram 68% das freqüências. São Paulo corresponde a 31,9% dessa malha aérea, sendo atendida pelos aeroportos de Congonhas, Guarulhos e Viracopos (Campinas).

Na seqüência, estão Rio de Janeiro (16,5%), Brasília (10,7%) e Belo Horizonte (9,3%). Juntas, as quatro cidades representam 68,4% das freqüências semanais.

O estudo também analisou a oferta de voos internacionais em todo o Brasil. Das 1.164 freqüências semanais, a capital paulista é responsável por 56,87% da oferta, estando ligada por voos diretos com 48 destinos servidos por 31 companhias aéreas.

O Rio de Janeiro vem em segundo com 241 voos internacionais (20,7%) e Porto Alegre em terceiro, com 80 (6,8%). Das 12 sedes, apenas Cuiabá não recebe voos internacionais regulares.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: São Paulo Turismo

  
  

Publicado por em