Senado promoveu debate sobre aviação civil

Entre os projetos contemplados, estão os de construção e ampliação de aeroportos nos principais destinos turísticos nacionais.

  
  

O Ministério do Turismo investiu R$ 13,2 bilhões nos últimos dez anos para melhorar as condições de infraestrutura em municípios de todo o país.

O dado foi apresentado na quarta-feira (12/9) pelo diretor do Departamento de Infraestrutura Turística do MTur, Neusvaldo Ferreira Lima, na subcomissão temporária sobre Aviação Civil do Senado Federal.

Entre os projetos contemplados, estão os de construção e ampliação de aeroportos nos principais destinos turísticos nacionais.

“No mercado doméstico, a grande expansão da aviação civil, nos últimos anos, provocou uma ocupação de praticamente toda a capacidade operacional da infraestrutura aeroportuária”, apontou o diretor, mostrando que de 2003 até 2012 os desembarques domésticos crescerem 180% e os internacionais, 84,5%.

Lima falou do bom momento do turismo nacional, em que o aumento da oferta de crédito público e privado permite a expansão dos negócios na cadeia produtiva do setor.

Os financiamentos dos bancos federais para hotéis, agências, transportadores turísticos e outras empresas subiram de R$ 1 bilhão, em 2003, para R$ 8,6 bilhões, em 2011.

O aumento da renda média dos cidadãos, do consumo das famílias e a ascensão de uma nova classe média são outros fatores que, segundo ele, contribuem para o fortalecimento deste mercado.

Para atender a essa demanda crescente, o MTur tem discutido medidas que promovam, por exemplo, a expansão da aviação regional, o estímulo à retomada do turismo rodoviário e a criação de ligações intermodais nos principais destinos turísticos.

“O apoio do Congresso Nacional é fundamental para o aumento da capacidade de investimento do ministério”, afirma o diretor.

O debate faz parte do ciclo de audiências públicas promovido pela subcomissão do Senado para discutir políticas públicas para a aviação civil brasileira. Também participaram do encontro o secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Antonio Henrique Pinheiro Silveira, e o professor de Direito Aeronáutico da Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Georges de Moura Ferreira, além de outras autoridades públicas.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em