Miniatura do vagão HTP Rumo movimenta o mercado de ferreomodelismo

Os primeiros trens em miniatura foram construídos por relojoeiros alemães entre 1850 e 1856, utilizando mecanismos de corda.

  
  

A Frateschi Trens Elétricos de Ribeirão Preto (SP) traz ao mercado de ferreomodelismo uma grande novidade. A empresa apresenta aos amantes das miniaturas, réplicas do vagão HTP Rumo (Fase II), Ref. 2087 do catálogo do fabricante.

Os exemplares produzidos pela Frateschi são únicos no Brasil, e se destacam no país e no exterior pela precisão dos detalhes originais e pela capacidade de resgatar valores como a interação familiar por meio de um hobby saudável que passa por gerações.

O vagão HTP Rumo (Fase II) é conduzido pela locomotiva AC44i (Ref.3073) da Rumo Logística (empresa de transportes do grupo Cosan) – produto lançado pela Frateschi em 2015, circulando há seis anos pela malha ferroviária brasileira, dentro do estado de São Paulo, nas regiões de São Carlos, Campinas e capital paulista fazendo o transporte de açúcar até o porto de Santos.

A Frateschi já inseriu no mercado outras pinturas do vagão HTP Rumo. O novo exemplar se adéqua à nova imagem corporativa da Rumo Logística. O produto, como todos da empresa, é injetado em plástico.

Segundo o diretor executivo da Frateschi Trens Elétricos, Lucas Frateschi, o lançamento está em sintonia com a demanda do mercado.

“Oferecemos aos ferreomodelistas miniaturas de vagões e locomotivas que estão em circulação no Brasil. Eles querem ter em suas coleções os trens que apreciam em seu cotidiano. A Frateschi disponibiliza dentro de sua linha de artigos, outros itens que privilegiam o ferreomodelismo brasileiro com produtos nacionais e com excelente relação custo-beneficio”, comenta.

As miniaturas de trens elétricos são produzidas em diferentes escalas. Existem diversas bitolas no mundo, sendo que a mais comum é a de 1435 mm, que dividida por 87, totaliza 16,49mm (16,5mm), na escala HO. A medida é referente a bitola dos trilhos, ou seja, a distância de um trilho ao outro, nessa escala.

Ferrovias brasileiras:

A primeira ferrovia do Brasil foi a Estrada de Ferro Barão de Mauá. Inaugurada em 30 de abril de 1854, o trecho saia da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro (RJ) e seguia até Petrópolis (RJ). Tinha 14,5 quilômetros de extensão.

Segundo, dados de 2014 da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), a extensão da malha ferroviária brasileira é de 28.190 quilômetros. A quantidade de locomotivas em circulação era de 3.340 (em 12/11/2014), já os vagões somavam 103.141 (em 12/11/2014).

As cargas principais transportadas nas ferrovias nacionais são minério de ferro, soja, açúcar, carvão mineral, grãos, milho, farelo de soja, óleo diesel, celulose, produtos siderúrgicos e ferro gusa.

Curiosidades sobre os trens

Não se pode precisar exatamente quando surgiu o primeiro modelo em miniatura de uma locomotiva ou vagão, mas certamente desde o advento da Ferrovia, na Europa. Os primeiros trens em miniatura foram construídos por relojoeiros alemães entre 1850 e 1856, utilizando mecanismos de corda.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: Felipe Teruel

  
  

Publicado por em