Passeio de trem no Paraná atrai 150 mil turistas por ano

Roteiro ferroviário na Serra do Mar foi tema de programa exibido domingo (29) pela TV Globo

  
  

Aumentar o fluxo de turistas é o objetivo de um projeto de turismo apoiado pelo Sebrae no Estado do Paraná. O roteiro na Serra do mar foi tema do programa Pequenas Empresas & Grandes Negócios exibido neste domingo (29) na TV Globo. A agência Gondwana Brasil Ecoturismo é uma das empresas que exploram oito pacotes na região. As três sócias participaram das principais feiras de turismo do mundo para atrair estrangeiros.

“Participando das feiras internacionais, a gente descobria que faltava uma visão mais empresarial e direcionada para operadoras do produto Paraná”, diz a empresária Daniela Meres. A agência atende cerca de 130 turistas por mês na alta temporada. Cada um gasta em média 300 reais por dia. A empresa contratou um publicitário para criar um site mais atraente ao público.

“O nosso trabalho, acima de tudo, além de uma reformulação de visual, de lay-out, propriamente dito, é de criar um sistema que vai auxiliá-las na atualização desse site”, diz o publicitário Gustavo Machado.

A maior parte dos clientes da agência vem da Europa. “Conseguimos aumentar em 20% o número de clientes e de operadores que estamos atendendo. Corresponde a mais ou menos uns 10% de faturamento da empresa no ano”, diz Daniela.

O trabalho do Sebrae já deu resultado. “Cerca de 2,3 milhões de turistas já visitaram o Paraná, provenientes de mais de 100 países. E a nossa experiência mostra, e as nossas metas projetam isso, o aumento no fluxo de turismo é em torno de 10% ao ano”, diz Allan Marcelo, do Sebrae do Paraná.

Um grupo de australianos vai fazer um dos principais passeios turísticos do Paraná. Eles embarcam na Estação Ferroviária de Curitiba. Uma viagem pela Serra do Mar. A guia conta a história da Estrada de Ferro Paranaguá – Curitiba. Ela foi inaugurada em 1885. Cerca de 4 mil operários morreram durante os cinco anos de obras. Eles ajudaram a erguer trinta pontes e mais de 60 viadutos. E abriram 14 túneis.

“Cerca de 150 mil turistas fazem este passeio por ano. 30 mil deles vêm do exterior. a maioria escolhe viajar num vagão bem simples e mais barato. O único luxo indispensável está lá fora e olhar não custa nada”, diz Gustavo.

A Serra do Mar foi declarada reserva da biosfera pela Unesco. Ela abriga a porção mais preservada da Mata Atlântica. Da janela, os turistas enxergam cachoeiras e áreas verdes intocadas.

O advogado Nicholas Lathim conta que o grupo já visitou o Peru e a Bolívia. O Brasil é a última etapa da viagem. Shannon Moss ficou encantado com as cascatas. Os australianos descem na estação Marumbi. O trem segue viagem, começando outro pacote turístico tradicional no Estado.

“Operadoras de turismo de vários países já vendem 50 roteiros para esta região do Paraná. Alguns incluem trilhas ecológicas e montanhismo. O Marumbi foi a primeira montanha escalada esportivamente no Brasil, há 130 anos. Mas os turistas não precisam escalar os 1500 metros atrás de aventura. Saindo do trem para a mata fechada, os estrangeiros observam a vegetação e escutam histórias sobre onças.

“Ela pulou no mato e ficou atrás, no capoeirão. Conforme eu ia andar, ela começava a rosnar e eu parava. Eu ia andar, ela rosnava. Eu comecei a andar de costas essa trilha. já tava escurecendo”.

São três quilômetros de caminhada. Os turistas enfrentam obstáculos e andam sobre as pedras de uma pequena cachoeira. A analista de negócios Natasha Van-Wamst diz que a vegetação local é muito diferente da encontrada na Austrália.

O passeio chega ao fim. Mas antes de voltar pra casa, eles experimentam um prato típico do Paraná: o barreado. Uma carne cozida durante horas até desfiar. Misturada com farinha. E servida com rodelas de banana.

Seviço:
Sebrae no Paraná - (41) 3330-5800 / 0800 570 0800 http://www.sebraepr.com.br
Gondwana Brasil Ecoturismo - (41) 3566-6339 http://www.gondwanabrasil.com.br

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em