São Paulo sediará a Feira e Seminário Negócios nos Trilhos

Considerada a maior mostra do setor metroferroviário da America Latina acontecerá no Expo Center Norte

  
  

Faltam 39 dias para acontecer o maior encontro metroferroviário da América Latina. Trata-se da Feira e Seminário Negócios nos Trilhos, que deverá reunir cerca de 180 expositores e receber mais de 10 mil visitantes de 15 países. Participam do encontro os responsáveis pelo investimento da ordem de R$ 500 bilhões nos próximos anos.

Considerada a maior mostra do setor metroferroviário da America Latina, a Feira Negócios nos Trilhos, que acontecerá no período de 8 a 10 de novembro, no Expo Center Norte, em São Paulo, reunirá os principais atores do setor metroferroviário do Brasil e de vários países.

Durante os três dias de eventos, os expositores mostrarão o que existe de mais inovador em termos de material rodante, sistemas de sinalização, etc.

O Seminário, que na edição 2011 acontecerá na parte da manhã e no período da tarde, a exemplo dos anos anteriores será o palco das apresentações de projetos e programas de investimentos das empresas operadoras de carga e passageiros.

Caberá aos executivos e representantes dos governos federal, estadual e municipal a tarefa de apresentarem seus balanços de desempenho e investimentos e perspectivas para os próximos anos.

“Com certeza teremos muitas novidades nesta 13ª Feira e Seminário Negócios nos Trilhos. Afinal, após duas décadas de abandono, o setor ferroviário ressurge para ocupar um lugar de destaque na matriz de transporte brasileira”, comenta o Diretor da Feira Negócios nos Trilhos, Gerson Toller.

Segundo Toller, o setor metroferroviário brasileiro está vivendo um momento nunca antes visto na história brasileira. Os projetos envolvendo o transporte sobre trilhos até o momento envolvem muitos bilhões.

Além do segmento de passageiros, que obrigatoriamente passará por grande transformação em função da realização da Copa em 2014 e da Olimpíada em 2016 tem pelo caminho os trilhos das ferrovias de carga, que envolvem cerca de 11.800 quilômetros de novas vias, das quais 10.700 em bitola larga.

Entre os projetos enumerados pelo governo estão os da Ferronorte, Ferrovia Norte Sul, Transnordestina, extensão da EF Carajás e construção do ramal ligando Serra Sul ao porto de Ponta da Madeira, que juntos deverão incorporar quase 4.500 quilômetros de trilhos ao sistema existente.

“Para dar um exemplo de grandiosidade podemos citar o PNLT (Plano Nacional de Logística e Transportes) gerado e administrado pelo Ministério dos Transportes que, na revisão de 2010, projeta investimentos totais de R$ 428 bilhões nos próximos 15 anos, dos quais R$ 202 bilhões serão destinados ao setor ferroviário”, declara Toller.

O plano de investimentos do governo do Estado de São Paulo prevê, por sua vez, valores da ordem de R$ 50,18 bilhões na melhoria dos transportes urbanos até 2014.

Prevê ainda R$ 44,67 bilhões, que serão investidos a contar de 2015, contabilizando R$ 94,65 bilhões. Deste total, 53% serão recursos destinados ao Metrô e 40% para a modernização e expansão da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).
Quer saber mais? Participe do Seminário e visite a NT 2011!

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: Katia Siqueira

  
  

Publicado por em