Turismo apoia segmento de trens turísticos

O uso da malha ferroviária ajuda a gerar emprego e renda, promove a integração regional e diminui a ociosidade de trechos ferroviários

  
  

O Ministério do Turismo (MTur) já investiu, desde 2004, cerca de R$ 20 milhões na recuperação de estações, implantação de trens turísticos e recuperação de trechos ferroviários, um segmento que ajuda a preservar o patrimônio histórico ferroviário e movimenta o turismo brasileiro.

Dos 54 contratos de obras de infraestrutura, 29 já foram concluídas e o restante está em andamento.

O Brasil tem hoje 18 ferrovias regionais que somam 22 mil quilômetros em 19 estados.

O uso da malha ferroviária ajuda a gerar emprego e renda, promove a integração regional e diminui a ociosidade de trechos ferroviários.

Segundo o inventário da Rede Ferroviária Federal, são 115 locomotivas e 222 carros transportando passageiros pelo país.

São 33 trens turísticos em operação, todos na região Sul e Sudeste do país. Para o secretário nacional de Políticas de Turismo, Vinicius Lummertz, o uso de trens para o turismo “abre portas para novos investimentos e permite a criação e o fortalecimento de novos destinos e centros históricos”, afirma.

Em atividade, o trem turístico de São José do Rio Preto, conhecido como Trem Caipira, que passou a operar este ano.

A compra da locomotiva foi feita pela prefeitura da cidade, com investimentos de R$ 731 mil do MTur.

Já a estação ferroviária de Ceará-Mirim, que transporta trabalhadores e estudantes entre Ceará-Mirim a Natal, no Rio Grande do Norte, recebeu R$ 188 mil do MTur.

Mesmo desativadas, algumas estações ferroviárias atraem turistas e funcionam como polos culturais. A estação ferroviária de Joinville, em Santa Catarina, é hoje patrimônio histórico do estado e ponto turístico da cidade. Ela recebeu R$ 220 mil do MTur para reforma e está aberta para visitações, com entrada gratuita.

O mesmo aconteceu com a estação ferroviária da cidade de Rio das Flores (RJ) e com a antiga estação ferroviária de Passo Fundo (RS), ambas recuperadas com o apoio do MTur.

O parque da Gare, onde fica a estação de Passo Fundo, é um ponto turístico usado para a prática esportiva, exposições culturais e artísticas.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em