Um outro jeito de viajar por São Paulo

Projeto de trem paulista ganha prêmio do Ministério do Turismo. Desde o início da operação, em 2009, o Expresso Turístico já transportou quase 20 mil passageiros

  
  
Expresso Turístico da Região Metropolitana de São Paulo

“Quando o funcionário trilou o apito, eu me emocionei ao relembrar os momentos felizes da minha infância nos anos 60”. Essas são lembranças do professor universitário, José Roberto Coppi, registradas no diário de bordo do Expresso Turístico – trem em operação na Região Metropolitana de São Paulo, desde 2009. O projeto, desenvolvido pela Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos de São Paulo e pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), foi premiado pelo Ministério do Turismo (MTur), entre as capitais brasileiras, na categoria “acesso”. O trem turístico conta com três roteiros distintos, partindo da Estação da Luz, na capital paulista, com destino aos municípios de Jundiaí, Mogi das Cruzes e Paranapiacaba.

Em cada destino, a viagem ferroviária é complementada por roteiros rodoviários ou a pé. Em Jundiaí e Mogi das Cruzes, ônibus são utilizados como alternativas de acesso às atrações culturais – museus e igrejas –, rurais (produção de frutas e orquídeas) e ecológicas, como as caminhadas pela Serra do Japi, em Jundiaí, e os parques de Mogi das Cruzes. Em Paranapiacaba, o roteiro é complementado por caminhadas a pé pela vila. Na segunda fase, o projeto contemplará os roteiros Luz-São Roque, Luz-Pindamonhangaba-Campos do Jordão, Luz-Aparecida e Jundiaí-Luz.

Para melhor atender o turista, foram treinados monitores que descrevem, ao longo da viagem, os pontos turísticos relevantes. Os funcionários da empresa também foram qualificados como chefes de trem para dar assistência aos passageiros.

“O objetivo foi criar um serviço voltado para o turismo, com ênfase na divulgação dos atrativos históricos, culturais e ambientais existentes ao longo do percurso e nos destinos. E, ainda, beneficiar os moradores e visitantes da cidade de São Paulo e região, que contam com uma alternativa de programação turística”, ressalta o presidente da CTPM, Sérgio Henrique Avelleda.

Por meio do turismo, o projeto pretende, ainda, fortalecer o turismo regional, gerar emprego, dinamizar e qualificar os pontos turísticos e serviços e fortalecer a imagem do transporte ferroviário como opção para deslocamentos de longo percurso.

Segunda a CPTM, desde o início da operação, em abril de 2009, o Expresso Turístico já transportou quase 20 mil passageiros. O índice de aprovação dos passageiros é superior a 90%. Além disso, quem deseja fazer o passeio deve se programar, pois os bilhetes esgotam-se de dois a três meses antes das viagens. Para informações acesse www.cptm.sp.gov.br/expressoturistico.

Melhores Práticas
Por meio da I Chamada para a Premiação das Melhores Práticas dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional, o MTur premiou 27 experiências consideradas modelos para o desenvolvimento do turismo no país. Além do prêmio ao projeto Expresso Turístico, a cidade de São Paulo (SP) destacou-se, também, nas categorias “monitoramento”, “economia local”, “aspectos ambientais e culturais”.

Segundo a coordenadora-geral de Regionalização do MTur, Ana Clévia Guerreiro, a premiação visa estimular os 65 destinos a cumprirem efetivamente o papel de induzir o desenvolvimento da atividade turística em suas regiões. “O objetivo é que as práticas bem-sucedidas sejam multiplicadas por outros destinos turísticos brasileiros”, ressalta Guerreiro.

Os 240 projetos recebidos foram avaliados e selecionados conforme as 13 dimensões do Índice de Competitividade 2010: infraestrutura geral, acesso, serviços, equipamentos e atrativos turísticos, marketing e promoção e aspectos ambientais, sociais e culturais. As experiências premiadas foram divididas e analisadas entre capitais e não-capitais.

Para conhecer as melhores práticas, clique aqui.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em

Raquel de Lucca

Raquel de Lucca

15/02/2011 17:20:56
Eu acho maravilhoso esta ideia, pois tudo que o país precisa é de incentivo para este meio de transporte tão bom e bonito, pena que são tão poucos que pensam desta maneira. Parabéns, dou a maior força!!