Cidades portuárias: principais beneficiadas pelos cruzeiros

Na temporada 2010/2011, os gastos dos cruzeiristas e tripulantes somaram R$ 522,5 milhões

  
  

Rio de Janeiro (RJ), Santos (SP), Búzios (RJ), Salvador (BA) e Ilhabela (SP) estão entre as principais cidades portuárias beneficiadas pelos gastos dos cruzeiristas e tripulantes.Na temporada 2010/2011, a movimentação gerada foi de R$ 522,5 milhões, sendo que os turistas nacionais foram responsáveis por 71,3% dos gastos, enquanto os turistas internacionais e tripulantes, por 28,7%. Os dados são do documento Cruzeiros Marítimos: Estudo de Perfil e Impactos Econômicos no Brasil, encomendado pela Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar) à Fundação Getulio Vargas (FGV).

Segundo o documento, a cidade do Rio de Janeiro (RJ) registrou a maior movimentação com R$ 102,9 milhões, seguida por Santos (SP) – R$ 86,6 milhões – e Búzios (RJ) – R$ 57 milhões. Santos (SP) e Rio de Janeiro (RJ) são os principais portos de embarque e desembarque do país. O Rio de Janeiro (RJ) destaca-se, ainda, junto a Búzios (RJ), como importante porto de escala, seguido por Salvador (BA) e Ilhabela (SP).

Em Salvador (BA), a movimentação registrada na temporada passada foi de R$ 43,9 milhões. Já em Ilhabela (SP), foram R$ 42,3 milhões. Os demais portos e cidades não portuárias, impactadas indiretamente, ficaram com R$ 189,8 milhões.

Os setores mais beneficiados foram o comércio varejista e alimentos e bebidas. Dos R$ 522,5 milhões gerados pelos gastos dos cruzeiristas e tripulantes, R$ 172,6 milhões foram com o comércio varejista e R$ 155,1 milhões com alimentos e bebidas.

Os gastos com transporte antes e/ou após a viagem foram de R$ 80,3 milhões. Já os passeios turísticos movimentaram R$ 67,6 milhões, enquanto o transporte, durante a viagem, R$30,5 milhões. Os gastos com hospedagem, antes ou após a viagem de cruzeiro, chegaram a R$ 16,4 milhões.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em