Conheça como são cobrados os gastos dentro de um Cruzeiro

O preço dos cruzeiros inclui, de modo geral, a acomodação na cabine, a maioria das refeições diárias e do entretenimento a bordo e o uso de todas as instalações

  
  
O preço dos cruzeiros inclui, de modo geral, a acomodação na cabine, a maioria das refeições diárias e do entretenimento a bordo e o uso de todas as instalações

Os gastos a bordo são em dólar e são computados em um cartão magnético, entregue no momento do embarque. Dentro do navio, é necessário definir, no local indicado pela companhia, qual é o meio de pagamento que será vinculado ao cartão (cartão de crédito ou dinheiro em espécie).

O preço dos cruzeiros inclui, de modo geral, a acomodação na cabine, a maioria das refeições diárias e do entretenimento a bordo (atividades recreativas, espetáculos e festas) e o uso de todas as instalações (piscina, biblioteca, discoteca etc.).
Alguns itens não são inclusos: bebidas, excursões opcionais em terra, jogos no cassino, serviços de lavanderia, spa, cabeleireiro e fotos do fotógrafo oficial. Quando o cruzeiro oferece o sistema all inclusive, bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Alguns navios possuem restaurantes especiais, que cobram pela refeição.

Todos os navios oferecem atendimento médico, mas a consulta é paga à parte. O ideal é a contratação de seguro de saúde pelo prazo específico de duração do cruzeiro para que possa pedir reembolso das despesas pagas do seguro contratado.

Desembarque
Se ainda restar dúvidas sobre as despesas a bordo, converse com os responsáveis da companhia ainda dentro do navio. As empresas não costumam aceitar reclamações posteriores.

Ao pegar a mala, verifique se é mesmo a sua, pois há muitas parecidas e isso gera um pouco de confusão. Em caso de cruzeiros internacionais, todos os passageiros precisam preencher a Declaração de Bagagem Acompanhada. Se tiver algum produto ou objeto a declarar, é necessário se apresentar à Receita Federal no desembarque.

Fonte: Viagem Brasil

  
  

Publicado por em