Navegando no turismo

Município catarinense de Porto Belo investe, busca parcerias e aposta na expansão da atividade

  
  

O turismo está renovando esperanças em Porto Belo, de 15 mil habitantes, localizada na região da Costa Verde, litoral norte de Santa Catarina. Com apoio do Ministério do Turismo, a cidade acaba de ganhar um píer público e executa obras de saneamento básico que animam comerciantes e trabalhadores locais e dos arredores.

Na sexta (9), a população de Porto Belo foi às ruas para prestigiar a inauguração do Píer Turístico Municipal. O Grupo Alegria, que mantém viva a dança folclórica açoriana, recepcionando os visitantes, estava lá. A expectativa de aumento no fluxo de turistas nos próximos meses, principalmente de passageiros dos navios de cruzeiros, anima a turma de senhoras.

“Quanto mais turistas melhor. Não só para o comércio de Porto Belo, mas também para o das cidades vizinhas”, diz a professora Vera Pires, 56 anos, acompanhada da Dona Maria que, aos 81, ajuda a manter a tradição herdada dos colonizadores de Santa Catarina.

Rosita e Rosiana Paulino, mãe e filha, não vêem a hora de a venda de sorvetes deslanchar. Do quiosque, posicionado estrategicamente em frente ao píer, torcem pela chegada dos turistas de terra e mar. O empreendimento, embora tenha a população local como clientela cativa, é também uma aposta nas possibilidades abertas pelo turismo, atividade que emprega 1/5 da população de Porto Belo.

Os bons ventos sopram também na Associação dos Pescadores Artesanais de Porto Belo, que ganhou dez vagas no novo terminal. Ali, ficam os barcos de pesca que no verão são utilizados para passeios com turistas. “Os passeios rendem bem mais do que a pesca. Com o crescimento do turismo, queremos trazer mais pescadores para a associação”, revela o presidente da entidade, Rogério Silva, nascido e criado na região.

O píer, que integra um conjunto de obras que busca a revitalização da faixa litorânea do município, sintetiza a aposta da população local de que o turismo pode significar dias melhores para todos. Quando aumenta o número de turistas - como se espera que aconteça na atual temporada de cruzeiros em Porto Belo - crescem as vendas no comércio, as possibilidades de surgimento de novos empreendimentos, postos de trabalho e circulação de riqueza. E assim, a roda do turismo vai girando. Como uma ciranda.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em