Navios da Cruceros Australis percorrem famosos canais e estreitos da Patagônia

Continente encantam turistas

  
  
Canais e Estreitos da Patagônia

Durante o feriado prolongado de 12 de outubro, a aventura com conforto estará disponível em uma expedição marítima em meio a glaciares, pinguins, além de outros elementos típicos das encantadoras flora e fauna do extremo sul da América. A Cruceros Australis realiza rotas que passam pelo Estreito de Magalhães, Canal Beagle e o mítico Cabo Horn, que por muitos anos foi uma importante rota de navegação entre os oceanos Pacífico e Atlântico e é conhecido como o "Fim do Mundo".

Com duas saídas possíveis para a ocasião, as embarcações Mare Australis e Via Australis oferecem palestras a bordo com especialistas sobre o clima e a topografia da região, revelando as características das terras austrais. Depois das atividades culturais e educacionais, os hóspedes podem desembarcar e explorar importantes lugares para a rota da expedição de Charles Darwin pela Patagônia.

Entre as atrações, estão os glaciares da Cordilheira Darwin, a baía Wulaia, habitada no passado por indígenas e onde até hoje podem ser vistos vestígios arqueológicos, além do Bosque Magalhânico, com colônias de pinguins e elefantes marinhos.

O cruzeiro que sai da cidade argentina de Ushuaia, com destino à chilena Punta Arenas, tem uma programação de três noites que se inicia no dia 9 de outubro no navio Via Australis. Já o caminho inverso terá duração de quatro dias no Mare Australis, com saída marcada para a mesma data. As viagens estão com preço de baixa temporada e saem por a partir de US$ 1.050 para os três dias e de US$ 1.400 para quatro. Os valores são por pessoa em cabine dupla e incluem todas as refeições, open bar, excursões e eventos dentro dos navios.

Todas as cabines são amplas e confortáveis, com destaque para as grandes janelas que propiciam a vista da paisagem. A visão da região também pode ser admirada nas amplas vidraças dos salões e no restaurante, que recebe seus os hóspedes com gastronomia internacional e regional, além de vinhos argentinos e chilenos.

Mais informações podem ser obtidas no site www.australis.com ou com os principais operadores de turismo brasileiros.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em