Novo transatlântico, o MSC Divina, promete ser a expressão do mais alto luxo, requinte e alta tecnologia

A embarcação contará com 18 decks, sendo 14 deles dedicados aos hóspedes que receberão os nomes de deuses da Grécia Antiga

  
  

A classe Fantasia da armadora italiana MSC Cruzeiros está prestes a receber sua terceira embarcação: o MSC Divina, 12º navio que fará parte de uma das frotas mais modernas e tecnológicas do mundo.

A construção, que já está em seus ajustes finais, ocorre no estaleiro STX Europe – que nos últimos 150 anos se dedicou à construção dos mais belos navios do mundo.

Faltando alguns meses para sua inauguração oficial, a contagem regressiva foi iniciada e mais de 1.400 profissionais altamente qualificados estão focados nessa etapa final que exige muita dedicação, conhecimento técnico e atenção aos detalhes.

Ao todo, mais de 100 empresas diferentes mantém serralheiros, eletricistas, caldeireiros, mecânicos, carpinteiros, decoradores, montadores, especialistas em pedras ornamentais, iluminação, ar condicionado, projetistas, supervisores de cozinha, entre tantos outros, trabalhando noite e dia para a entrega do MSC Divina.

Toda essa atenção faz jus ao mais novo colosso dos mares, uma vez que o transatlântico contará com as mais luxuosas instalações e decoração a bordo, sendo ainda o maior navio de cruzeiros construído por uma armadora europeia.

A estreia ocorrerá precisamente no dia 26 de maio, no porto de Marselha (França), quando o público passará a conhecer a completa infraestrutura do navio, em seus 333 metros de comprimento, 38m de largura, 140 mil toneladas e capacidade para 4.363 hóspedes.

Até lá, a embarcação terá exigido mais de dois milhões de horas para a sua constituição, além de outro um milhão de horas de trabalho dedicadas aos toques finais da embarcação.

A grandiosidade do projeto se destaca também em toda sua estrutura, na qual foram empregadas 30 mil toneladas de aço, 300 km de tubulação, 1.800 km de cabos elétricos, 66 mil pontos de luz e, ainda, 80 mega blocos de componentes pré-fabricados, em uma construção iniciada há um ano e meio.

Ao todo, serão mais de 1.750 cabines - 100 a mais que seus irmãos gêmeos MSC Fantasia e MSC Splendida, 25 elevadores e 27 mil metros quadrados de áreas comuns, com restaurantes, bares, cassino, quatro piscinas - incluindo a novíssima Garden Pool – que terá borda infinita, boliche, academia e o já conhecido e luxuoso MSC Aurea SPA.

Vale ressaltar ainda que o navio também oferecerá o conceito exclusivo MSC Yacht Club, um clube privativo com 69 suítes de luxo para os hóspedes que desejam ainda mais conforto e privacidade a bordo.

A embarcação contará com 18 decks, sendo 14 deles dedicados aos hóspedes que receberão os nomes de deuses da Grécia Antiga, em homenagem à atriz Sophia Loren, madrinha da MSC Cruzeiros e musa do cinema italiano contemporâneo.

O próximo grande evento na programação do MSC Divina será a sua primeira navegação, na segunda quinzena de abril. Os testes envolvem 300 profissionais e mais de 60 avaliações individuais, desde a velocidade até a execução de manobras, que envolvem a acústica e vibrações do navio.

Visite: www.revistaecotour.com.br
Fonte:Mirella Miranda

  
  

Publicado por em