Estados fiscalizarão transportadoras turísticas

Servidores estaduais serão capacitados pelo Ministério do Turismo este ano

  
  

A fiscalização das empresas que transportam turistas pelas rodovias e fronteiras do Brasil foi um dos temas discutidos na última quarta-feira (27) pelo Grupo de Turismo Rodoviário, no Ministério do Turismo (MTur), em Brasília. De acordo com o diretor de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turísticos do MTur, Ricardo Moesch, esse trabalho será feito pelos estados e está alinhado com a política de gestão descentralizada do ministério.

O diretor explica que acordos de cooperação e convênios já estão sendo firmados para a definição de critérios e repasses de recursos. “A fiscalização será feita por servidores das secretarias de turismo, por meio de delegação de competências. Ainda neste semestre, o MTur, em cooperação com os demais órgãos componentes do GT fará capacitação desses servidores”, informa.

No entanto, Ricardo Moesch ressalta que o trabalho não substituirá a fiscalização que já é feita por outros órgãos, como as Polícias Estaduais e Federal, ANTT e Anvisa. “Nossa ideia é manter uma rede de cooperação para garantir a segurança dos turistas. O objetivo é dar auxílio e fechar o cerco para os ilegais. Todos os órgãos que compõem o GT estarão envolvidos, cada com suas atribuições”, completa. Atualmente, mais de sete mil transportadoras turísticas estão cadastradas no MTur.

PADRONIZAÇÃO

A criação de um selo unificado para essas empresas também está nos planos do GT. Atualmente, as transportadoras turísticas precisam de diferentes certificados para atuar legalmente no mercado – MTur, Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), departamentos estaduais de trânsito, dentre outros. O selo auxiliará aos agentes fiscalizadores na verificação da regularidade do veículo, bem como do trecho em percurso.

A próxima reunião do Grupo de Trabalho está prevista para março. Entre as pautas, está a discussão sobre os pontos de apoio e paragens e a fiscalização de veículos de turismo estrangeiros em solo brasileiro.

O Grupo de Trabalho de Turismo Rodoviário é formado por oito órgãos governamentais – Ministérios do Turismo (MTur), Meio Ambiente (MMA), Trabalho e Emprego (MDE) e Justiça (MJ), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF). O GT foi estabelecido em 2009, por meio da Portaria nº 88.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em