Avenida Afonso Pena: importante ponto de cultura e história da capital Belo Horizonte/MG

Ao longo de sua extensão, a Afonso Pena abriga vários exemplos da riqueza arquitetônica e cultural de Belo Horizonte

  
  
Avenida Afonso Pena: importante ponto de cultura e história da capital Belo Horizonte/MG

A avenida Afonso Pena é uma das maiores e principais da capital mineira. Com um percurso de mais de quatro quilômetros, iniciando na Praça Rio Branco, no terminal rodoviário, no Centro, e terminando na Praça da Bandeira, no bairro Man­gabeiras, a avenida é um dos maiores polos econômicos e um dos referenciais urbanos da cidade. A Afonso Pena corta várias outras avenidas importantes de Belo Horizonte, como a Amazonas, em um cruzamento no qual fica um obelisco que representa o hiper­centro da cidade.

Ao longo de sua extensão, a Afonso Pena, que foi inaugurada na época da fundação da nova capital, abriga vários exemplos da riqueza arquitetônica e cultural de Belo Horizonte e vários prédios e estabelecimentos tradicionais, como o prédio da Prefeitura, o Café Nice, o Edifício A­caia­ca, a Igreja de São José e o Parque Municipal. Este último, um vistoso reduto bucólico em pleno centro de Belo Horizonte, que, inclusive, teve recentemente 70 árvores ornamentadas pela PBH com iluminação natalina e a montagem de três belos presépios em virtude do Natal.

Feira de Arte e Artesanato

Aos domingos, o local abriga um dos eventos de ­maior expressão na capital mineira: a Feira de Artes e Artesanato da Avenida Afonso Pena. Atualmente considerada a maior feira ao ar livre da América Latina, é realizada desde 1991 na avenida, após período na Praça da Liberdade. Mudou de lugar e de nome. Antes se chamava Feira Hippie e, embora oficialmente tenha mudado de nome, muitos se referem à feira pelo antigo nome.

Vindos de diversas regiões do Estado, os produtos comercializados na feira são os mais variados. A começar pela variada gama de petiscos vendidos nas praças de alimentação da feira, passando por peças artesanais de todos os tipos, brincos, colares, bolsas, roupas, objetos decorativos, calçados, brinquedos, até roupas de frio do Sul de Minas. Além das várias manifestações culturais que lá acontecem, como apresentações de bandas e artistas em geral, performances de pintores, homens estátuas e muito mais.

Fonte: Prefeitura de Belo Horizonte

  
  

Publicado por em