Boas práticas de políticas públicas beneficiam micro e pequenas empresas do Circ

Circuito do Conhecimento / Sabará Boas práticas de políticas públicas beneficiam micro e pequenas empresas do Circuito do Ouro, região central do Estado. Hoje, dia 1o de agosto, o projeto Circuito

  
  

Circuito do Conhecimento / Sabará

Boas práticas de políticas públicas beneficiam micro e pequenas empresas do Circuito do Ouro, região central do Estado.

Hoje, dia 1o de agosto, o projeto Circuito do Conhecimento irá discutir ações desenvolvidas pelo poder público em parceria com iniciativa privada que estimulam o desenvolvimento e a sustentabilidade do turismo nas cidades que integram o circuito.

Em Sabará, o registro da renda turca de bicos como bem cultural de natureza imaterial do município – reconhecido pela prefeitura municipal em 2003 – contribuiu para a divulgação e valorização do artesanato e incentivou o turismo local. “É um trabalho tradicional da cidade. Vem gente de todo o país conhecer a nossa técnica. A renda é tão bem aceita no mercado que já vendemos para o México, Itália e França”, avalia a artesã Nayla Eliane Starling Almeida, de 56 anos.

De acordo com a Nayla, a técnica usada é uma releitura da renda turca circular tradicional. O ofício teria sido passado por Nair Pinto, na década de 1980, para outras artesãs. “Aprendi a fazer a renda com a minha mãe que aprendeu com dona Nair”, lembra a artesã.

Em 2004, cerca de 30 artesãos de Sabará foram capacitados pelo Programa Sebrae de Artesanato (PSA). Os participantes receberam orientações sobre a gestão do negócio, a comercialização dos produtos e a importância do resgate cultural. A artesã Nayla foi uma das beneficiadas pelo programa. Hoje, com a renda turca, ela consegue faturar, em média, um salário mínimo por mês.

Proprietários de pequenos hotéis e pousadas do Circuito do Ouro também vêm ganhando com iniciativas públicas. Em três municípios do circuito é realizado o Programa de Certificação em Turismo Sustentável (PCTS). A ação estimula o uso de recursos naturais de maneira ambientalmente responsável, economicamente viável e socialmente justa.

Desenvolvida em três destinos turísticos da Estrada Real, a iniciativa é uma parceria entre o Instituto de Hospitalidade (IH) e o Conselho Brasileiro de Turismo Sustentável (BTS), com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX-Brasil), Ministério do Turismo e Sebrae. “O programa conscientiza os empreendedores do setor a se preparem para essas novas demandas, principalmente do mercado internacional”, explica a analista de Turismo do Sebrae Minas, Nayara Morais Bernardes.

Entre os objetivos do PCTS está a conservação do patrimônio natural e a geração de trabalho e renda para a comunidade. Na pousada Boninas Camping Adventure, em Itabirito, a preocupação veio com a poluição das águas. No local foi implantado um sistema de tratamento de esgoto. A medida consiste na interligação das tubulações de todos os sanitários, que levam os dejetos até algumas caixas d’água. A água depositada é tratada, e logo reaproveitada como fertilizante em árvores e canteiros de plantas. “É uma medida que não contamina o lençol freático e serve para a adubação orgânica das plantas”, conta a empresária Rita da Costa.

Circuito do Conhecimento

O Circuito do Conhecimento tem o objetivo de integrar os municípios, gerar e compartilhar conhecimentos sobre potencialidades e realidades da atividade turística no Circuito do Ouro. Na programação palestras sobre políticas públicas de turismo, gestão do turismo, revitalização do patrimônio histórico e turismo como alternativa de desenvolvimento econômico. O evento é uma realização do Circuito do Ouro em parceria com o Sebrae Minas e Senac.

Serviço

Circuito do Conhecimento
Dia 1º de agosto, das 8:00 às 17:00
Hotel Solar Corte Real - rua São Francisco, 345, centro – Sabará-MG
Entrada gratuita
Inscrições pelo telefone: (31) 3287-4242

Fonte: SEBRAE/MG

  
  

Publicado por em