Brasília será sede do Museu da Linguagem Universal

O projeto arquitetônico foi pensado para que o Museu seja também um espaço de convivência e lazer.

  
  
O espaço escolhido para o Museu é um prédio de 3.800 m² localizado na 603 Sul, área central de Brasília / Divulgação

Brasília abrigará um museu moderno e interativo. No final desse mês vai acontecer o pré-lançamento do Museu da Linguagem Universal, o primeiro no mundo a representar de diversas formas a origem e o desenvolvimento da linguagem em todos os seus sentidos e multiplicidades.

Exposições permanentes e temporárias, palestras e apresentações culturais serão permeadas pela tecnologia.

Diferente de outros museus que se dedicam a língua, o Museu da Linguagem tem seu foco nos desdobramentos e possibilidades oferecidas por todo tipo de linguagem, seja ela sonora, visual ou corporal.

Partindo da fórmula da origem da linguagem, os espaços apresentarão trabalhos que representam o comunicar humano, a linguagem sendo o princípio da língua, independente do idioma ou da cultura.

O objetivo é ampliar o conhecimento sobre o que é linguagem, seu desenvolvimento, sua diversidade, assim como o seu papel e importância na sociedade e entre sociedades culturais distintas.

O espaço escolhido para o Museu é um prédio de 3.800 m² localizado na 603 Sul, área central da cidade. O projeto arquitetônico foi pensado para que o Museu seja também um espaço de convivência e lazer.

Dois cinemas farão parte do Museu, um na área externa, em que as pessoas poderão assistir aos filmes de dentro do carro, no estilo cine Drive-in, ou sentados nas cadeiras ao ar livre.

Na área interna, haverá uma sala de cinema convencional, mais aconchegante e com uma programação diferenciada. Está prevista a criação de um terraço com cobertura de vidro, onde os visitantes poderão contemplar uma incrível vista de Brasília. No terraço ainda terá um restaurante, aberto para o almoço e o jantar. Livraria e café também farão parte da estrutura.

A idéia vem sendo desenvolvida há alguns anos pelo seu idealizador, Dangelo Ciccarini, que se dedicou a compreensão da equação que traduz a origem da linguagem.

“Se no Japão, um bebê aprende japonês, se na Rússia, um bebê aprende russo, então há algo em comum. Primeiro nós aprendemos a fala, depois as palavras, ai vem o signi­ficado e, por ­fim, a gramática.”, explica Ciccarini, que ainda ressalta que o alfabeto nada mais é que uma régua para medir o som orgânico animal.

“Se soubéssemos disso anteriormente teríamos desenvolvido todas as fórmulas para todos os povos se comunicarem entre si usando o próprio idioma.”, completa.

O pré-lançamento do Museu da Linguagem Universal será no dia 27 de novembro, em Brasília. A previsão é de que a abertura aconteça no final do primeiro semestre de 2013.

Visite: www.revistaecotour.com.br
Fonte: Caina Castanha

  
  

Publicado por em