“Cabeçudos” atraem multidão às margens do Velho Chico no Sertão de Pernambuco

Os bonecos gigantes do município que fica a 455 km do Recife foram os primeiros do Brasil a desfilar: Zé Pereira foi construído pelo artista Gumercindo Pires em 1919. Dez anos depois foi criada a boneca Vitalina, companheira do Zé Pereira

  
  
“Cabeçudos” atraem multidão às margens do Velho Chico

Na noite desta terça-feira de Carnaval (08/03), as ruas da cidade de Belém de São Francisco, no Sertão de Pernambuco, foram tomadas pelo desfile dos “cabeçudos”. Os bonecos gigantes do município que fica a 455 km do Recife foram os primeiros do Brasil a desfilar: Zé Pereira foi construído pelo artista Gumercindo Pires em 1919. Dez anos depois foi criada a boneca Vitalina, companheira do Zé Pereira, que desfilam lado a lado sempre na Terça-feira Gorda.

A festa começou com o típico banho de bica e o mela-mela, brincadeira que levou milhares de foliões ao recém-construído Pátio da Feira de Belém de São Francisco desde o início da tarde. Se no ano passado a estimativa da Polícia Militar foi de uma média de oito mil foliões por dia, neste ano calcula-se que o número tenha passado para cerca de 12 mil foliões. “Isso significa mais credibilidade do nosso Carnaval, com mais turistas vindo a Belém graças à integração da cidade como polo do Carnaval de Pernambuco à segurança que oferecemos nesse período. Desde 2009 não se registra um caso de violência durante Carnaval”, comemora a coordenadora Geral do Carnaval 2011 da cidade, Nuria Granja.

O cortejo teve início por volta das 19h com a tradicional chegada em uma balsa dos protagonistas da festa. Zé Pereira e Vitalina foram aguardados por uma multidão animada pela Orquestra de Frevo da Centenária Filarmônica Dionon Pires de Carvalho, comandada pelo Maestro Samuel, nas margens do Rio São Francisco. A população costuma dizer que o casal mais famoso do Carnaval do Sertão do Itaparica vem “das Europas” para animar a Folia de Momo. Ainda no cais se deu o encontro com os outros personagens e seguiram todos dançando em direção ao centro de Belém de São Francisco. A festa encerrou com o show do cantor Almir Rouche, no palco principal montado na Avenida Coronel Jerônimo Pires.

Este ano, o Carnaval de Belém de São Francisco prestou tributo ao músico e ex-vereador do município Antônio Gomes de Sá Roriz. Falecido em 1997, o artista foi escolhido como personagem representativo da cultura carnavalesca local: entrou na música em 1939 e foi membro da Orquestra de Frevo Centenária, que tradicionalmente acompanha o cortejo dos cabeçudos. “Ele foi homenageado não só pelo trabalho prestado à comunidade, como também pelo seu espírito carnavalesco com várias composições de marchinhas de Carnaval que lembravam sempre as brincadeiras dos antigos carnavais”, afirmou Nuria Granja.

Fonte: EXECUTIVA PRESS

  
  

Publicado por em