Calendário cultural rende

Com Festival Gastronômico e Cultural, Carnaval à Moda Antiga e revalorização das Cavalhadas, antiga cidade goiana passou a atrair um novo perfil de turistas

  
  

Muito descanso, antigas marchinhas e blocos carnavalescos de bairro. Para quem prefere fugir das grandes folias carnavalescas, a pitoresca cidade de Pirenópolis (GO) é uma opção cada vez mais atraente. Vencedora na categoria “Aspectos Culturais” da premiação das Melhores Práticas do Ministério do Turismo, a cidade tem investido, nos últimos anos, em programações e atrativos culturais fora do calendário dos grandes feriados nacionais e estaduais, sempre privilegiando o turismo familiar.

A programação mais romântica de carnaval é só uma das cartadas que a Secretaria de Turismo do município deu para reverter o quadro de turismo sazonal na cidade. A localização nas proximidades Brasília e Goiânia sempre favoreceu o turismo de fim de semana na região, o que, segundo Orientador de Turismo de Pirenópolis Marcos Vieira, não gerava muitos benefícios para a cidade. “Antes os turistas eram, principalmente, jovens que vinham para acampar. Com isso, não deixavam recursos na cidade, não se hospedavam e consumiam pouco. O crescimento desse público nos preocupava até pela questão da infra-estrutura.”

A virada aconteceu com a elaboração de um calendário voltado para um novo perfil de turistas, mais interessados na cultura e tradições do município. As programações foram estipuladas de modo a não coincidir com feriados e eventos já existentes. Foram criados o Festival Gastronômico e Cultural, o Carnaval à Moda Antiga e valorização das Cavalhadas.

As programações reforçaram os encantos da arquitetura colonial dos prédios históricos e a produção artesanal. Sem falar na convidativa flora e fauna do cerrado – rico em cachoeiras, picos, mirantes, matas. A cidade tem ainda nove unidades de conservação, como o Parque do Pirineus, Cidade de Pedra e Reserva Ecológica Vargem Grande.

Com as mudanças, Pirenópolis investiu na divulgação dos roteiros, para combater a baixa ocupação hoteleira. Tais medidas também incentivaram os empresários a investir no segmento turístico, garantindo a melhoria da infraestrutura de serviços na cidade.

Melhores Práticas
Por meio da I Chamada para a Premiação das Melhores Práticas dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional, o MTur premiou 27 experiências, consideradas modelos para o desenvolvimento do turismo no país. Segundo a coordenadora-geral de Regionalização do MTur, Ana Clévia Guerreiro, a premiação visa estimular os 65 destinos a cumprirem efetivamente o papel de induzir o desenvolvimento da atividade turística em suas regiões. “O objetivo é que as práticas bem-sucedidas sejam multiplicadas por outros destinos turísticos brasileiros”, ressalta Guerreiro.

Os 240 projetos recebidos foram avaliados e selecionados conforme as 13 dimensões do Índice de Competitividade 2010: infraestrutura geral, acesso, serviços, equipamentos e atrativos turísticos, marketing e promoção e aspectos ambientais, sociais e culturais. As experiências premiadas foram divididas e analisadas entre capitais e não-capitais. Para conhecer as melhores práticas, clique aqui.

Serviço: Obtenha mais informações sobre Pirenópolis no site: www.pirenopolis.go.gov.br

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em