Conheça 7 museus pelo mundo com entrada gratuita

É possível ver a Monalisa, obras de Degas, Andy Warhol, múmias verdadeiras e incontáveis peças de arte de graça.

  
  
Louvre (Paris, França)

Parte do planejamento econômico de uma viagem de férias é decidir quais passeios fazer em cada lugar. O que muitas vezes é uma tremenda dificuldade ter que escolher se gasta naquele restaurante super conhecido que os amigos recomendaram ou com um
programa cultural inesquecível.

Visitar museus é uma forma leve de adquirir conhecimento, entender mais sobre o passado, descobrir novas perspectivas e passar bons momentos junto a família ou amigos.

É também uma questão de hábito, bem saudável aliás. Há museus das mais diversas temáticas, como museus históricos, de arte, biográficos, científicos, de uma cidade ou país, das telecomunicações, militar e muitos outros, para todos os gostos.

Pra dar um incentivo na sua vida cultural e não prejudicar o orçamento da sua viagem, listamos aqui 7 museus que você pode visitar de graça!

1) Louvre (Paris, França)

É obrigatória a visita ao Louvre, pelo menos uma vez, se estiver visitando Paris. O museu tem mais de 200 anos e possui 35 mil obras de arte. Para conseguir conhecer tudo, seriam necessários pelo menos uns nove meses, mas é possível fazer um tour mais curto e conhecer pelo as obras mais famosas. A visita é gratuita todo primeiro domingo do mês.

Em 1984, o então presidente francês François Mitterrand encomendou a construção da famosa Pirâmide do Louvre, produzida pela Saint Gobain.O monumento foi projetado por Ieoh Ming Pei, arquiteto americano de origem chinesa, hoje com 97 anos
Uma das salas de exposição do Louvre

2) The Metropolitan Museum of Art (Nova York, EUA)

O Met é o maior museu dos Estados Unidos, com mais de dois milhões de peças espalhadas por mais de 68 mil m². Não deixe de visitar o jardim suspenso, que tem um martíni bar e está com instalações de esculturas giratórias dos artistas Jeff Koons e Andy Goldsworthy.

O ingresso fica a critério do visitante: você paga o que quiser ou puder. Isso porque eles trabalham com colaborações e não um valor fixo. Mas há uma taxa "recomendada" de US$ 25 por adulto que, segundo eles, cobre os custos das mostras especiais. Mas ninguém é obrigado a pagar tudo isso.

O Metropolitan Museum, em Manhattan. Atrás do Central Park
The Little Quatorze-Year-Old Dancer é uma escultura de 1881 de Marie van Goethem feita por Edgar Degas. A peça está no museu desde 1922. Duas das pinturas de Degas estão ao fundo..

3) British Museum (Londres, Inglaterra)

Fundado em 1753 como um casa de curiosidades, o Museu Britânico é hoje um dos maiores e mais antigos museus do mundo. A coleção traz 8 milhões de peças (que obviamente são impossíveis de ver numa só visita), que vão desde múmias egípcias, passando pela famosa Pedra de Rosetta, que permitiu a decodificação dos hieróglifos e moedas de 4 mil anos de idade.

O museu foi planejado como como um grande quadrilátero, com aberturas voltadas para o pátio
Erguida para preencher o quadrilátero aberto, a Sala de Leitura é uma estrutura de paredes que formam um círculo com teto abobadado de ferro fundido, construida em 1852 por Sydney Smirke

4) Tate Modern (Londres, Inglaterra)

O Tate Modern, como o Britsh Museum, também tem entrada gratuita e inclui obras de Andy Warhol, Roy Lichtenstein, Salvador Dalí e Mark Rothko.

Museu Tate visto da Ponte do Mileniun
Tate é uma rede de quatro galerias de arte na Inglaterra - Tate Britain, Tate Liverpool, Tate St Ives e Tate Modern. É o museu estatal Reino Unido da arte britânica e moderna

5) Museus do Vaticano (Vaticano, Itália)

Chama "Museus" no plural mesmo porque, na verdade, é um conjunto de pequenos museus reunidos e instalados nos antigos aposentos dos palácios que pertenceram aos Papas de outras épocas. Todos são interligados entre si.

Dentro do Vaticano há 54 galerias com obras impressionantes de Michelangelo, Leonardo da Vinci, Rafael, etc.

A entrada é gratuita todo último domingo de cada mês e no dia 27 de setembro, quando se celebra o padroeiro São Vicente de Paulo.

Entrada nova do museu
Escadarias de Giuseppe Mormo<br />Giuseppe Mormo desenhou esta escadaria estupenda em espiral, nos Museus do Vaticano. Na realidade, são duas escadas: uma que sobe e outra que desce, feito uma molécula de DNA. A forma orgânica e funcional é uma das últimas adições ao Vaticano, levantada na década de 1930. As decorações com anjos de bronze são do escultor Antonio Maraini

6) The National Museum of China (Pequim, China)

Esse gigantesco museu que fica na praça Tian’anmen, mais onhecida como Praça da Paz Celestial. Possui um acervo com mais de 1 milhão de itens, que contam a história do país desde o Homem de Yuanmou (o primeiro homo Erectus da China, que viveu há 1,7 milhão de anos), até peças da Dinastia Qing (que governou o país de 1644 a 1912) e mais atuais.
O Museu Nacional da China fica aberto diariamente, com exceção das segundas-feiras. A entrada é gratuita para as exposições básicas, mas você precisa trazer seu passaporte para poder entrar. Chegue cedo para aproveitar ao máximo a sua visita, pois a bilheteria para as exposições mais sofisticadas e rotativas fecha no meio da tarde.

Ocupando 19 hectares, o Museu Nacional da China está entre os maiores museus do mundo
Seu acervo conta com um milhão de peças entre artefatos preciosos, como as raras peças em porcelana, joias antigas em ouro e prata, moedas antigas e objetos de jade do período neolítico

7) Nicholson Museum (Sydney, Austrália)

O museu mais antigo de Sydney é também o que ostenta o maior acervo de antiguidades do Hemisfério Sul. Fundado em 1980 como resultado da doação de mais de mil artefatos do Egito e Europa pelo reitor da universidade, Sir Charles Nicholson, o museu conta hoje com mais de 30 mil itens arqueológicos. Um paraíso para qualquer Indiana Jones.

O museu faz parte da Universidade de Sydney

Existem ainda outros museus gratuitos esperando sua visita. Durante o planejamento da sua viagem, não deixe de entrar nos sites dos museus para verificar se há pagamento de ingresso ou quando é o dia da visita gratuita.

  
  

Publicado por em