Desvende os mistérios maias em Cancún

As regiões de Cancún e Riviera Maia são famosas por suas praias de águas impecavelmente azuis e por suas festas gigantescas, mas possuem também importantes sítios arqueológicos que são um verdadeiro banquete aos apaixonados por história e cultura

  
  
As regiões de Cancún e Riviera Maia são famosas por suas praias com areia branca e águas impecavelmente azuis e por suas festas gigantescas

As regiões de Cancún e Riviera Maia são famosas por suas praias com areia branca e águas impecavelmente azuis e por suas festas gigantescas, mas possuem também importantes sítios arqueológicos que são um verdadeiro banquete para quem é apaixonado por história e cultura.

Em Cancún, o sítio arqueológico de mais fácil acesso é o El Rey, localizado na zona hoteleira da cidade. Para chegar basta pegar um ônibus circular, em um rápido trajeto. Nele, os visitantes podem observar várias ruínas históricas e tentar descobrir um pouco mais sobre os maias. As iguanas do sítio são famosas e muitas delas permitem que as pessoas as alimentem, o que faz com que sejam quase tão fotografadas quanto as ruínas.

Já na Riviera Maia um dos destaques é Tulum, um dos pontos turísticos mais visitados do México. Antiga importante cidade portuária e comercial, hoje atrai muitos turistas interessados em conhecer suas belas estruturas, além de fazer fotografias com o mar azul do Caribe como pano de fundo. Os templos do sítio são cercados por gramados e sinalizações explicam aos visitantes suas características e algumas curiosidades sobre os deuses. As ruínas mais notáveis são a do Templo de Los Frescos e suas pinturas e imagens esculpidas nas pedras, e El Castillo, que possui uma grande escadaria e um local que servia para cerimônias de dança. Quem visita Tulum também não deixa de aproveitar a belíssima praia do local.

Outro importante sítio é o de Coba, que foi uma importante cidade maia e chegou a abrigar uma população de cerca de 50.000 habitantes. Suas ruínas, templos e escadarias cercadas por natureza dão aos visitantes a sensação de estar num verdadeiro filme de Indiana Jones. Sua pirâmide principal tem 42 metros de altura e proporciona uma bela vista da paisagem ao redor.

Chichén-Itzá, também localizada na Riviera Maia, era o centro do poder na sociedade maia. É o maior e mais bem restaurado sítio da península de Yucatán. A escadaria de El Castillo é um dos ápices do local, de onde se pode observar toda sua beleza. Próxima dali está a quadra de pedra, onde os antigos maias disputavam um jogo cujo objetivo era passar a bola por entre os anéis da parede e o capitão do time perdedor era decapitado em sacrifício aos deuses. As esculturas e a acústica também são interessantes, já que um simples barulho pode ser ouvido por toda a quadra. Perto da parte central está o Cenote Sagrado, um grande lago cercado por paredes de pedra que era usado em cerimônias de sacrifício. Mergulhadores encontraram restos de humanos e uma fortuna em ouro e jade em seu fundo.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em