Dilma anuncia recursos para o PAC Cidades Históricas

Presidente liberou mais de R$ 1,6 bilhão para dar prosseguimento ao programa que busca melhorar infraestrutura das cidades históricas

  
  
Os R$ 1,6 bilhão liberados pelo governo federal devem ser destinados a 44 cidades históricas de 20 Estados do Brasil

A presidente Dilma Rousseff esteve nesta terça-feira (20) em São João Del Rei (MG) para anunciar a liberação de mais de R$ 1,6 bilhão para dar prosseguimento ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas, que inclui, entre outros, Olinda, Recife e o arquipélago de Fernando de Noronha.

A proposta do PAC Cidades Históricas é trabalhar na recuperação e revitalização das cidades, a restauração de monumentos protegidos, o desenvolvimento econômico e social e dar suporte às cadeias produtivas locais, com a promoção do patrimônio cultural.

O programa foi criado foi lançado em janeiro de 2010 para associar a preservação do patrimônio histórico ao desenvolvimento sustentável e à melhoria da qualidade de vida da população. O investimento também vai permitir que o visitante conheça ainda mais a riqueza histórica e as tradições do destino escolhido.

A estimativa de investimento em todo o País é de R$ 8,5 bilhões em seis linhas de ação: requalificação de espaços públicos, restauração de monumentos e edificações de uso público, financiamento para recuperação de imóveis privados, infraestrutura urbana e social, fomento a cadeias produtivas locais e promoção do patrimônio cultural.

A cidade de São João Del Rei foi cuidadosamente escolhida por ser o berço político do senador Aécio Neves (PSDB-MG), seu provável adversário político nas eleições de 2014. Trata-se da cidade natal do avô de Aécio, Tancredo Neves.

Os R$ 1,6 bilhão liberados pelo governo federal devem ser destinados a 44 cidades históricas de 20 Estados do Brasil.

Por Eduardo Andreassi

  
  

Publicado por em