Festa Portuguesa reunirá música, literatura e gastronomia luso-brasileira em Cabo Frio (RJ)

As pequenas flâmulas remetem a sétima edição do evento que começa no dia 11 e vai até 16 de outubro. O evento terá shows de MPB e música tradicional portuguesa, gastronomia, artesanato e palestras de grandes nomes da literatura

  
  

Cabo Frio já sente o clima da Festa Portuguesa. Bandeiras com as cores de Portugal foram distribuídas em postes. As pequenas flâmulas remetem a sétima edição do evento que começa no dia 11 e vai até 16 de outubro. Além de shows de MPB e música tradicional portuguesa, ranchos folclóricos, fanfarras, gastronomia, artesanato e palestras de grandes nomes da literatura e especialistas na língua portuguesa, o público também terá a oportunidade de conhecer famílias que colaboraram para a colonização e crescimento econômico de Cabo Frio durante a solenidade de entrega da Comenda Feitoria do Brasil.

Segundo o secretário municipal de Turismo, Paulo Massa, o festival foi organizado para celebrar a colonização portuguesa no Brasil e sua influência em Cabo Frio, sétima cidade mais antiga do país e com fortes marcas da arquitetura lusitana. A expectativa é receber 50 mil visitantes em seis dias de evento. “Como o Dia das Crianças é numa quarta-feira, os hotéis trabalham com uma taxa de ocupação de 80%. Dos 6 mil leitos disponíveis, 4 mil estão ocupados atualmente”, explica.

Na programação está prevista uma exposição sobre Santo Antônio, no antigo Convento de Nossa Senhora dos Anjos. A exposição remonta a vida deste Frei português que se transformou em um dos mais conhecidos santos católicos no Brasil. Já as tardes literárias acontecerão no Charitas, nos dias 12, 13 e 14 de outubro. Nos dois primeiros dias terão início às 18h e no dia 14, às 17h30. “Será uma espécie de bate-papo informal com grandes nomes da literatura como Ferreira Gullar e grandes mestres da língua portuguesa como Pasquale Cipro Neto”, conta Massa.

A Orla Scliar reunirá dez lojinhas com artesanato e degustação de doces portugueses, petiscos, caldos, vinhos e cerveja. O artesanato apresentado na Vila Portuguesa terá representantes do Projeto Empreender, 100% Artesão, Mulheres Empreendedoras, Amigas da Mama, CRAS, Projeto OMDA e Reciclar.

Nesta sétima edição o evento também contará com uma tenda da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Assunção que comercializará sardinha portuguesa e petiscos lusitanos. A renda será revertida para projetos sociais da própria igreja. Barcos-adega ficarão atracados ao longo do Boulevard Canal e venderão petiscos diversos e bebidas. Os restaurantes participantes do evento serão identificados por banners com a foto do prato oferecido.

Para a escolha do cardápio e pratos, os chefes de cozinha continuam contando com a consultoria de Gil Castelo Branco, responsável por festivais gastronômicos realizados em Búzios (RJ). Gil é produtor gastronômico e jornalista e realiza um trabalho de visita a cada um dos estabelecimentos participantes para desenvolver, junto com proprietários e chefs de cozinha, uma receita especial para o Festival, agregando valor ao prato com uma apresentação diferenciada.

"A rica gastronomia portuguesa ultrapassa os deliciosos pratos à base de bacalhau, por isto desenvolvo um trabalho de pesquisa de receitas. São cerca 150 pratos que foram apresentados aos comerciantes e realizadores do evento para escolherem as que mais se identificam com a proposta de seus restaurantes", explica Gil Castelo Branco.

Veja a programação no site: www.afestaportuguesa.com.br/2011/

Fonte: Monte Catelo Ideias

  
  

Publicado por em