Histórica, Porto Feliz guarda traços dos bandeirantes

Localizada a 120 quilômetros da capital paulista, Porto Feliz guarda em suas terras muita história. A cidade abriga o Paredão Salitroso e primeiro engenho de açúcar do Estado

  
  
O prédio da Estação Ferroviária, uma construção histórica de 1920 em estilo inglês, abriga, atualmente, a Biblioteca Municipal de Porto Feliz

Localizada a 120 quilômetros da capital paulista, Porto Feliz guarda em suas terras muita história. A cidade começou a ser povoada em 1693, como rota de passagem dos bandeirantes. Antigamente, o local era conhecido como "Araritaguaba" (que significa lugar onde as araras comem areia) devido a um paredão salitroso existente que até hoje é um dos grandes atrativos do município.

No Parque das Monções, o turista encontra uma das principais áreas de lazer da cidade. O local, uma vasta área verde, é formada ao redor do antigo Porto de Araritaguaba, às margens do Rio Tietê e já foi ponto de partida de expedições com destino às minas de ouro do Mato Grosso.

Porto Feliz também tem como atração o Paredão Salitroso. Situado no Parque das Monções, é um monumento natural formado por rocha salitrosa, calcário e arenito. Muitos especialistas afirmam que este sítio arqueológico abriga provas que a região esteve submersa há milhões de anos.

Inaugurada em 1924, a Gruta Nossa Senhora de Lourdes é um monumento à fé cristã e teve seu altar recentemente reformado

A Gruta Nossa Senhora de Lurdes, também no parque, abriga um monumento à fé cristã. Inaugurada em 1924, foi construída por dois sacerdotes franceses, Alexandre Hourdeau e Vitor Maria Cavron, em homenagem à santa.

Outro ponto religioso que garante belas fotos é a Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens. Construída em taipa, no século 18, apresenta as paredes do altar-mor recobertas por azulejos pintados pelo artista italiano Bruno de Giusti, que retratam as principais passagens da história de Porto Feliz.

Ainda na parte histórica, a Estação Ferroviária proporciona aos turistas voltar no tempo com a construção datada de 1920. Atualmente, o local abriga a biblioteca da cidade. Já em 1919, foi inaugurado o prédio da Estação das Artes. O local serviu como armazém de cargas por 40 anos e hoje, o espaço é dedicado a arte e cultura.

Os visitantes ainda podem aproveitar para conhecer o Engenho Central, primeiro construído no estado e terceiro do país. O local foi muito importante para a produção de açúcar em toda a região.

Fonte: Governo de São Paulo

  
  

Publicado por em