Homenagem a Luiz Gonzaga

O evento Homenagem a Luiz Gonzaga movimentará o Vale do Anhangabaú, no centro da capital, com mais de 35 atrações culturais, durante os três dias de celebração.

  
  

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, realiza, entre os dias 17 e 19 de julho, uma grande festa nordestina na cidade de São Paulo. O evento Homenagem a Luiz Gonzaga movimentará o Vale do Anhangabaú, no centro da capital, com mais de 35 atrações culturais, durante os três dias de celebração.

A programação conta com shows musicais, além de intervenções de cultura popular, teatro, circo e dança. Para deixar a festa ainda mais completa, haverá nove barracas, cada uma representando um Estado do Nordeste, com comidas típicas e artesanato.

Para o Secretário de Estado da Cultura, João Sayad, o Homenagem a Luiz Gonzaga busca valorizar e reforçar as tradições do Nordeste no Estado de São Paulo. “A festa para Luiz Gonzaga é uma homenagem de São Paulo à música brasileira” destaca Sayad.

Serão três dias de apresentações de renomados artistas da cultura nordestina como Elba Ramalho, Alceu Valença, Dominguinhos, Oswaldinho do Acordeon, Antonio Nóbrega, Cordel do Fogo Encantado, Trio Virgulino e outros. O público poderá se divertir ainda com a dupla de repentistas Caju e Castanha; com a embolada da dupla Peneira e Sonhador; com os números circenses dos Irmãos Becker e do Circo Nosostros.

Os 40 integrantes do grupo Caracaxá apresentam o Maracatu de Baque Virado. Vindo de Pernambuco, Valdec de Garanhuns apresenta o Teatro de Mamulengo. Já o grupo Mais Maria Do Que Zé interpreta músicas próprias e relembra clássicos do forró, xote e baião, entre outros ritmos, com a participação de um boneco mamulengo e bailarinos.

“A cultura nordestina será celebrada com três dias de apresentações artísticas e a participação de músicos que enriquecem a cultura da região”, explica André Sturm, coordenador da Unidade de Fomento e Difusão de Produção Cultural da SEC e responsável pelo evento.

As novas bandas, como Seu Chico, Carlinhos Antunes e Quinteto Mundano, Nicolas Krassik e Cordestinos também têm espaço garantido na programação. Os clássicos do frevo, da música popular e de grandes compositores serão interpretados pela Orquestra Popular do Recife, sob a regência do maestro Ademir Araújo.

Nove barracas, uma para cada Estado do Nordeste, completam a festa com artesanato e comidas típicas, como o Mingau de Carimã (Bahia), Chambaril (Paraíba), Maxixada (Piauí), Vatapá, Cocada, Quindim, Abará, Acarajé, Baião de Dois, entre muitos outros.

Fonte: Secretaria de Cultura de São Paulo

  
  

Publicado por em