Viaje quase de graça com Milhas Aéreas

Notícias > Turismo > Turismo cultural > 

Mergulhe na arte contemporânea da França

A França é um país que respira cultura. Por ser o berço de nomes importantíssimos da pintura, literatura e música, sempre foi referência no mundo da arte antiga, renascentista e moderna. Então, que tal conhecer esta cultura?

15 de Abril de 2012.
Publicado por Equipe EcoViagem  

A França é um país que respira cultura

A França é um país que respira cultura
Foto: Divulgação

A França é um país que respira cultura. Por ser o berço de nomes importantíssimos da pintura, literatura e música, sempre foi referência no mundo da arte antiga, renascentista e moderna.

Entre os vários destinos que devem ser visitados pelos turistas que forem para a França, está a estonteante região de Côte D´azur, na cidade de Nice. Onde além das incríveis paisagens, estão instalados o Museu de Arte Moderna e Arte Contemporânea (MAMAC) e o Museu Chagall, e um inquestionável roteiro que remete à arte: Villa Arson, uma escola que abriga ateliers de artistas e conta com projetos sobre a dimensão plástica do som; o bairro Vieux Nice, onde estão mansões do século XVII e igrejas barrocas; e a Fundação Maeght, um museu de arte moderna e contemporânea com obras dos artistas Giacometti, Miró, Calder, Braque e Leger;

Ainda na mesma região, em Vence, está o Vilarejo medieval de Saint Paul, que abriga galerias de arte e lojas de artesanato; Em Menton, o Museu Cocteau, que aborda a Arte Vídeo; Em Eze, um vilarejo medieval, construído artisticamente sobre um penhasco; a Capela A Guerra e a Paz, obra de Picasso, instalada em Vallauris, também faz parte das visitas. Do mesmo artista, um museu em sua homenagem, em Antibes, encerrará a viagem à região de Côte D´Azur, onde também estarão passagens pelo glamouroso principado de Mônaco e cidade de Cannes.

A viagem que busca e compreende a arte contemporânea francesa tem continuidade na capital, Paris. O Museu do Cinema dá início ao roteiro. O Site de la Création Contemporaine, no Palais de Tokyo e um passeio no bairro La Défense, planejado nos anos 50 e hoje o maior centro econômico da Europa, onde é possível conhecer obras de grandes artistas como Calder e Miró, dão continuidade às visitas com enfoque na arte. Mansões renascentistas, galerias de arte contemporânea, a arquitetura do Centro Cultural Pompidou e o museu de mesmo nome, a Gaité Lyrique, centro de Arte Digital recém-inaugurado, a Grande Biblioteca François Miterand, visita ao projeto de Street Art da associação M.U.R. (Modulado, Urbano, Reativo) e conversa com artistas nos Frigos (antigos frigoríficos transformados em ateliers), completam o roteiro em Paris.

A viagem tem preços a partir de US$ 2.750 por pessoa.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários


 

Veja também

Madonna fará única apresentação no Rio em 1º de dezembro na antiga Cidade do RockHistórica, Porto Feliz guarda traços dos bandeirantes

 

editar    editar    editar    0 visitas    0 comentários