Monumentos Mineiros disputam Concurso das 7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo

Votação vai até 7 de junho pela Internet

  
  
Igreja de São Francisco, em Ouro Preto

Minas Gerais concorre com dois monumentos na votação para definir 7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo. A Igreja de São Francisco de Assis da Penitência, em Ouro Preto, e o Santuário do Bom Jesus de Matozinhos, em Congonhas, estão na lista de 27 bens em 16 países, sendo 6 deles do Brasil, que concorrem à disputa.

Para votar nos monumentos de Minas e de outros Estados brasileiros basta acessar o site www.7maravilhas.pt. Cada internauta pode escolher sete monumentos dentre os 27 listados (antes é preciso fazer um breve cadastro, citando e-mail e senha, para então receber via correio eletrônico um link de acesso ao voto). A votação vai até 7 de junho. O resultado será divulgado em evento no dia 10 de junho, em Portugal. Não poderão ser eleitos mais do que dois monumentos por país.

O concurso é realizado pela “New 7 Wonders Portugal”, que organizou a declaração oficial das Novas 7 Maravilhas do Mundo e em paralelo a eleição das 7 Maravilhas de Portugal. Dando continuidade a esse conceito, está sendo promovida agora a disputa pelo título de 7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo. Os monumentos concorrentes foram definidos de acordo com o valor histórico e patrimonial de origem e influência portuguesa no Mundo, sendo que alguns deles têm a chancela da UNESCO como patrimônio da humanidade e outros, poderão tê-la no futuro.

A secretária de Estado de Turismo de Minas Gerais, Érica Drumond, lembra que os dois monumentos do Estado que disputam o Concurso 7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo são de grande valor histórico e cultural e, se eleitos, darão mais visibilidade para o turismo de Minas no exterior. “Este trabalho de Portugal é bastante oportuno, uma vez que a política de promoção e divulgação internacional de Minas tem foco no mercado português, em função do vôo direto da TAP, ligando Lisboa a Belo Horizonte, instalado em 2008”, avalia.

O Brasil é país que teve maior número de monumentos apontados para participar da votação para escolha das 7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo

Igreja de São Francisco de Assis da Penitência
A Igreja de São Francisco de Assis da Penitência fica em Ouro Preto, a primeira cidade brasileira declarada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO, em 1980.

A igreja construída em estilo rococó constitui uma etapa posterior na evolução do barroco mineiro. A obra teve início em 1766, com projeto arquiteônico, risco da portada e elementos ornamentais como púlpitos, retábulo-mor, lavabo e teto da capela-mor da lavra de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. As pinturas são de Manuel da Costa Ataíde, outro importante artista do barroco mineiro.

Os dois artistas, sendo Aleijadinho nascido em Vila Rica (hoje Ouro Preto) e Mestre Ataíde em Vila do Carmo (hoje Mariana) são considerados os dois mais importantes nomes da arte colonial brasileira.

Santuário do Bom Jesus de Matozinhos

Santuário de Bom Jesus de Matozinhos, em Congonhas

Célebre monumento histórico e artístico de Congonhas, o Santuário do Bom Jesus de Matozinhos é Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade desde 1985. O monumento também foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Construído em várias etapas nos séculos XVIII e XIX, por vários mestres, artesãos e pintores, como Aleijadinho e Manuel da Costa Ataíde, o monumento é uma das maiores realizações do barroco brasileiro.

No adro do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, Aleijadinho esculpiu em pedra-sabão as famosas imagens de 12 profetas em tamanho real que são visitadas anualmente por milhares de turistas do Brasil e de todo o mundo.

Fonte: Secretaria de Turismo de Minas Gerais

  
  

Publicado por em