No cinquentenário da morte de Candido Portinari, Brodowski, sua terra natal, é a dica do turismo

Museu tem programação inédita em tributo ao pintor por conta do cinquentenário de sua morte

  
  
Museu Casa de Portinari expõe obras do pintor e peças históricas, como roupas, móveis e utensílios domésticos

No ano do cinquentenário da morte de Candido Portinari (1903-1962), o Museu Casa de Portinari, instituição da Secretaria da Cultura em Brodowski, elaborou uma programação inédita em tributo ao pintor. Na cidade natal do artista, até o dia 21 de abril serão desenvolvidas atividades paralelas a primeira exposição das obras "Guerra e Paz" restauradas, que ocorre no mesmo período no Memorial da America Latina, em São Paulo. Então, que tal conhecer esse município que transborda arte?

A cerca de 335 quilômetro da capital do Estado, a cidade de Brodowski é um excelente ponto turístico no interior paulista. Famosa por ser a "Terra de Portinari", pintor brasileiro nascido no município em 1903, abriga o museu supracitado, que completou 40 anos de existência em 2010.

O Museu, no qual estão expostas obras do pintor, fica onde era a casa de sua família. Restaurado e tombado pelo Governo do Estado, o local recentemente recebeu melhorias de acesso de pessoas portadoras de deficiência e equipamentos de interação dos visitantes com as obras do artista.

Outro ponto turístico é a estação ferroviária, às margens da qual se formou toda a cidade. A estação "Engenheiro Brodowski" data de 1894 e foi construída antes da primeira capela. É ao lado dela que foi instalado o terminal rodoviário "Primo Baggio" e também onde fica a Praça das Artes, local em que o visitante pode conferir obras do artista Adélio Sarro, cujas esculturas homenageiam Portinari e a ferrovia.

Construída em comemoração ao centenário da Estação Engenheiro Brodowski, a Praça das Artes abriga obras de Adélio Sarro que homenageiam Portinari

A primeira igreja matriz do município, a Capela de Santo Antônio, fica na Praça Candido Portinari. É nesta capela que o pintor retratou em uma pintura de óleo sobre tela Santo Antônio com o menino Jesus nos braços. Segundo familiares de Portinari, a obra foi feita pelo pintor para pagar uma promessa feita pelo restabelecimento da saúde de seu filho, João Cândido. Como condição da doação da tela, Portinari pediu que ela jamais fosse tirada da capela.

Andando pela cidade, em vários pontos, o turista se depara com obras do artista Adélio Sarro. Entusiasta das pinturas de Portinari, foi inspirado nele que resolveu seguir a carreira de escultor. Na Praça José Zapolla, próximo ao Clube Atlético Bandeirante, há trabalhos seus homenageando o esporte local. Outras esculturas podem ser vistas nos jardins da Unidade Mista Hospitalar e na Arena do Peão "Antônio Rocha".

Fonte: Governo de São Paulo

  
  

Publicado por em

Mauricio coleto

Mauricio coleto

22/08/2012 01:12:41
Portinari é o máximo!