Pelé e prefeitura de Santos dão pontapé inicial para construção de museu Pelé na cidade

A futura atração turística deve ser entregue em 2012 e começa com metade dos recursos garantidos pela iniciativa privada

  
  
Museu Pelé

O Rei do Futebol e a Prefeitura de Santos deram nesta quinta (1º) o pontapé inicial para construção do Museu Pelé no Casarão do Valongo, no Centro Histórico, durante cerimônia de lançamento da pedra fundamental em que compareceram ex-atletas do Santos FC, políticos, patrocinadores e centenas de fãs de Pelé. A futura atração turística deve ser entregue em 2012 e começa com metade dos recursos garantidos pela iniciativa privada.

Perto das 12h, o rei foi recebido na porta lateral do Casarão do Valongo pelo prefeito João Paulo Tavares Papa, autoridades locais e pelo embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Al Zeben, que estava em visita à região com a seleção feminina de futebol daquele país. Sempre bem-humorado, agradeceu ao apoio que teve da cidade para que o museu se concretizasse em Santos. Também lembrou que o número 10 traz muita sorte. “Não sei se é coincidência, mas as obras do museu começam no ano de 2010. O 10 sempre foi o número da sorte de Pelé”.

O ex-jogador se recordou da longa trajetória percorrida até o início das obras. “Recebi propostas de vários países do mundo, Estados Unidos, Japão e Arábia. Sempre quis que fosse aqui. Está dando certo. Agora, não deixem a bola parar”.

Pelé e Papa (Prefeito de Santos)

Ao lado do rei, o prefeito agradeceu sua confiança na cidade ao permitir a construção e ressaltou que a atração vai além da importância histórica e esportiva. “Ela representa a obra de um brasileiro humilde, que saiu de Minas Gerais para Santos, e que fez história no País e em todo o mundo”.

Papa ainda destacou a importância do Museu Pelé no processo de revitalização do Centro Histórico. “Ele dará vida nova ao casarão e ao Valongo e consolidará Santos como polo turístico e cultural no país”. Disse ainda que a iniciativa privada acredita no projeto. “Tenho certeza de que com o decorrer das obras outros apoios vão surgir. Os empresários estão dando atenção especial ao Centro Histórico”.

CÁPSULA DO TEMPO
Para marcar a data do início das obras do Museu Pelé, a prefeitura elaborou uma caixa feita de aço, batizada de cápsula do tempo, que guardará objetos atuais para serem abertos daqui a 30 anos, quando o ex-jogador completará 100 anos. Nela estão contidos jornais do dia, inclusive o Diário Oficial, camisas exclusivas do Santos FC, quadro do artista Paulo Consentino com a figura de Pelé, além de duas mensagens, uma do prefeito de Santos e outra do time de futebol feminino da Palestina, e toda a trajetória do projeto do Museu Pelé.

Enquanto a cápsula era enterrada no local do futuro museu, a estrela do dia fez um pedido a todos. “Quero vocês aqui daqui a 30 anos para abrirmos a caixa”. As obras de construção do Museu Pelé começam pelas fundações, a cargo da empresa Erbauen Construtora e Incorporadora, com custo de R$ 550 mil. O Museu Pelé é uma realização da Prefeitura de Santos e da Oscip (Organização Social de Interesse Público) Ama-Brasil, com apoio do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e Ministério da Cultura. Os patrocinadores são: BNDES, Mitsubishi Eletric, Gerdau, Vivo, MRS Logística AS, Fosfertil e Ambev.

Entusiasmo marca cerimônia
A cerimônia do lançamento da pedra fundamental do Museu Pelé provocou entusiasmo entre as personalidades do meio esportivo. Edinho, filho de Pelé, não escondeu a felicidade pela realização do sonho do pai. “Ele sempre disse que gostaria de receber homenagens em vida, e é isso o que está acontecendo hoje”.

Clodoaldo, que jogou ao lado de Pelé, acredita que Santos sempre foi o local ideal para abrigar o museu do rei. “A cidade de onde ele saiu merece ter um museu que eternize a história de seu maior ídolo do futebol”.

Pepe, que também fez história no alvinegro, completou: “Estou satisfeito por Pelé, com quem joguei por 15 anos, e por Santos, que ganha um museu sem igual no mundo”.

Para o presidente do Santos FC, Luís Álvaro de Oliveira, com o Museu Pelé “Santos entrará para o circuito internacional de turismo. Hoje é uma data muito importante na história da cidade”.

Fonte: Prefeitura de Santos

  
  

Publicado por em

Wilson Ferreira

Wilson Ferreira

04/07/2010 00:18:01
Homenagem mais do que merecida a esse que é o maior ícone do futebol mundial. E não haveria melhor local do que a cidade de Santos, que sempre o acolheu e onde ele será eternizado. Com certeza o Centro Histórico de Santos será ainda mais valorizado com essa magnífica obra.
Salve o rei. Viva Pelé!!!