Percorra o Caminho Velho da Estrada Real e volte no tempo

Imagina voltar no tempo e percorrer estradas e locais onde a realeza costumava trafegar há séculos atrás. Conhecer obras artísticas, apreciar monumentos e cidades históricas. É possível conhecer tudo isso, de uma vez só, percorrendo a Estrada Real

  
  
Imagina voltar no tempo e percorrer estradas e locais onde a realeza costumava trafegar há séculos atrás

Imagina voltar no tempo e percorrer estradas e locais onde a realeza costumava trafegar há séculos atrás. Conhecer obras artísticas, apreciar monumentos antigos e cidades históricas. É possível conhecer tudo isso, de uma vez só, percorrendo o Caminho Velho da Estrada Real.

O roteiro contempla cidades de Minas Gerais (iniciando-se em Ouro Preto) e do Rio de Janeiro (encerra-se em Parati). O caminho foi importante para o desenvolvimento da região, por volta do século XVII, e até hoje as cidades que surgiram em volta do caminho recebem inúmeros turistas.

Além de Ouro Preto e Paraty, o roteiro inclui as cidades mineiras de Mariana, Congonhas, São João Del-Rei, Tiradentes, Caxambu e Itamonte. Em cada um desses destinos, o turista respira um pouco de história.

Em Congonhas, por exemplo, não se pode deixar de conferir os Profetas de Aleijadinho. A obra do artista brasileiro fica próxima ao Santuário do Bom Jesus de Matosinhos. As esculturas são Patrimônios Culturais da Humanidade, segundo a Unesco (1985). Em Tiradentes, há as casas coloniais e passeios culturais em igrejas e museus.

A Mina da Passagem e a Cachoeira da Serrinha são os destaques de Mariana (MG) e em São João Del-Rey vale a pena conhecer a Estação Ferroviária e a Maria Fumaça. Em Paraty, destaque para as belas praias.

Agora, quem prefere aventura, deve ficar um tempo maior em Caxambu e Itamonte. Nas duas cidades se encontram fontes de água e cachoeiras. O Parque das Águas, em Caxambu, tem 12 fontes de água mineral e um dos maiores complexos hidrominerais do mundo. Em Itamonte, a pedida é um banho de cachoeira!

Já em Paraty, ponto final do roteiro, não se pode deixar de conferir o centro histórico, com trechos que podem ser feitos a pé passando pela Câmara Municipal, construída no século XIX e a Casa da Cultura, de 1754. Além, é claro, das belas praias ou uma das oito cachoeiras.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em

Frederico Westphal

Frederico Westphal

27/11/2012 23:01:14
Antiga estrada de Santos, só se for a pé ou, de bicicleta (talves de moto), uma vez que essa estrada, pelo que eu sei, está fechada para veículos automotores.