Roteiro reúne o melhor da arte no século XIX

A cidade de Marseille, localizada na belíssima região de Provence, será a Capital Europeia da Cultura em 2013 e a Normandia sediará o 2º Festival Impressionista

  
  
A cidade de Marseille, localizada na belíssima região de Provence, será a Capital Europeia da Cultura em 2013 e a Normandia sediará o 2º Festival Impressionista

A cidade de Marseille, localizada na belíssima região de Provence, será a Capital Europeia da Cultura em 2013 e a Normandia sediará o 2º Festival Impressionista, que contará com exposições temáticas em Rouen, Le Havre e Caen.

Inicie a viagem pela charmosa Rouen, com um passeio pelo centro histórico, visite à famosa Catedral de Notre Dame e ao Museu de Belas Artes, com a exposição “A cor refletida”, no contexto do 2º Festival Impressionista. Você também não pode perder um passeio no vale do Rio Sena, que inspirou muitos artistas, com visita a casa e jardins de Monet, em Giverny. Depois de uma excursão pelo litoral da Mancha, em lugares que atraíam os pintores no século XIX, como a estação balneária de Etretat e o porto típico de Fécamp, há um parada em Le Havre para conhecer o projeto de urbanismo pós guerra de Auguste Perret, tombado pela UNESCO, e o Museu de Arte Moderna André Malraux, com a exposição “Pissaro nos portos”.

Seguindo para Barneville-Carteret, há uma parada em Caen para visitar a exposição “Lazer a beira d’agua” no Museu de Belas Artes, instalado no castelo dos Duques de Normandia. Na região do Cotentin, a excursão também inclui passagens pela casa do pintor Jean François Millet, pelas paisagens românticas que inspiraram o grande artista e pelo Mont Saint Michel, para conhecer a ilha com suas ruelas medievais e visitar a abadia beneditina, construída no topo da ilha no século XIV.

A chegada na Provence reserva a descoberta da cidade de Marseille, capital europeia da cultura em 2013. Nela, os turistas visitam a exposição “De Van Gogh a Bonnard” no Museu de Belas Artes. Destaque também para a visita à casa do pintor Paul Cezanne, chamada Le Jas de Bouffan, e passeio pela exposição “De Cezanne a Matisse” no Museu Granet. Durante os últimos dias de viagem, os apreciadores da arte francesa se instalam na casa do Marquês de Sade no vilarejo de Mazan, onde, entre outras atividades, conhecem Saint Paul de Mausole, onde Van Gogh ficou internado durante um ano e pintou centenas de telas.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em