Salvador tem programação intensa para comemorar o Dia Nacional do Samba, neste domingo

Para celebrar a data, a capital baiana vai contar com uma programação especial, que já se realiza há 41 anos nos largos do Pelourinho. As comemorações terão início às 14h30, e o público vai poder conferir diversas atrações

  
  
O Dia Nacional do Samba foi criado especialmente em homenagem ao compositor Ary Barroso, que compôs a canção Na Baixa do Sapateiro, sem ao menos ter visitado a Bahia

Neste domingo, 2 de dezembro, é comemorado o Dia Nacional do Samba e, para celebrar a data, a capital baiana vai contar com uma programação especial, que já se realiza há 41 anos nos largos do Pelourinho. As comemorações terão início às 14h30, e o público vai poder conferir atrações como Grupo Botequim, Anjo Bom, Gal do Beco, Trivial, Bambeia e Malú Soares, dentre outros.

No Largo Pedro Achanjo, a festa será comandada pelas bandas Bom Pagode, Fora da Mídia, Grupo Botequim e Movimento Seja Você um Sambista. Já na Praça Tereza Batista, a boa música está garantida com a apresentação da Cultura Popular, Claudia Cos'tta (Cortejo Afro), Malú Soares e do grupo Anjo Bom.

Considerado o verdadeiro reduto do samba, o Largo Quincas Berro D’Água também não fica de fora da festa, e o público vai dançar sob comando de Roque Bentenquê, Carla Lins, Gal do Beco e Neto Balla. Já no Largo do Pelourinho, as atrações serão as bandas Trivial, Negros de Fé e Bambeia, enquanto no Terreiro de Jesus a banda Perfil vai animar o público.

Mas as homenagens ao Dia Nacional do Samba não terminam por aí, pois o Clube do Samba realiza também neste domingo uma feijoada no Bar Fundo do Cravinho, no Pelourinho. Com início às 13h e entrada gratuita, a comemoração é aberta aos sambistas. O público em geral poderá desfrutar da comemoração mediante pagamento de uma taxa simbólica de R$5.

O Dia Nacional do Samba foi criado especialmente em homenagem ao compositor Ary Barroso, que compôs a canção Na Baixa do Sapateiro, sem ao menos ter visitado a Bahia. A data foi instituída no ano de 1963, quando, no dia 2 de dezembro, o compositor veio ao estado pela primeira vez. Desde então, é celebrada com muita festa não só na Bahia, mas no país inteiro.

Fonte: Governo da Bahia

  
  

Publicado por em