Vá ao museu, sem sair de casa

Realidade virtual abre portas de 12 museus brasileiros pela internet a partir do dia 26 de março. Programa reproduz com realismo e muita informação, o olhar de um visitante de verdade

  
  

Doze museus brasileiros de quatro estados diferentes poderão, agora, ser visitados pela internet de forma gratuita e em condições de alta performance tecnológica. É o que permite o projeto ERA Virtual – Museus, que irá reproduzir as exposições dos museus tal qual elas foram montadas. Além de ampliar o acesso à cultura, a iniciativa abrange aspectos educativos, sociais e turísticos. O lançamento da primeira exposição acontece no dia 26 de março de 2010 e traz cinco museus para as telas do computador a partir do site www.eravirtual.org, sendo eles: o Museu de Artes e Ofícios, em Belo Horizonte/MG, o Museu Nacional do Mar, em São Francisco do Sul/SC, Casa de Cora Coralina, em Goiás Velho/GO, o Museu Victor Meirelles, em Florianópolis/SC e o Museu do Oratório, em Ouro Preto/MG.

Quanto mais um local se torna conhecido, mais as pessoas querem visitá-lo. É o que acontece, por exemplo, com o Museu do Louvre, em Paris, que tem em seu acervo o quadro da Monalisa. Mesmo sendo uma imagem mundialmente conhecida, todos querem vê-la ao vivo. Essa é a inspiração para o desenvolvimento do ERA Virtual - Museus: ao invés de diminuir o número de pessoas que vai aos museus, o projeto procura estimular a visita a esses centros culturais.

A verdade é que as visitações virtuais já são comuns nos principais museus do mundo como a Galeria Nacional de Arte, em Washington, ou o Museu Egípcio, no Cairo. Porém, a maior parte deles não permite uma navegabilidade contínua, além de apresentar um sistema pesado, que demora muito para carregar. E, ora ressaltam apenas o espaço expositivo sem identificar peças, ora somente as peças, sem contextualizá-las no projeto expográfico. Já o projeto ERA Virtual é mais completo.

Explorando os museus

Criado pela empresa Empório de Relacionamentos Artísticos, o ERA Virtual foi desenvolvido a partir do modo de olhar de um visitante real. A visita começa no lado externo do museu. No canto superior da tela o internauta encontra um mapa para se localizar. Assim que ele entra, setas indicam os trajetos que ele pode percorrer. É possível ter uma visão de 360º graus de qualquer ponto do museu.

Todas as obras do acervo exposto podem ser ampliadas a partir de um clique, possibilitando ao navegador observar todos os detalhes, em muitos casos, girar o objeto para vê-lo de todos os ângulos. Durante a visita há textos explicativos sobre cada setor e cada obra da exposição. Além disso, todo o percurso pode ser acompanhado por um guia virtual que transmite ao internauta informações sobre o lugar e seu acervo. Intuitivo e de fácil utilização, o projeto ainda será veiculado em inglês, espanhol e francês.

Para que tudo isso fosse possível, os museus e seus objetos foram filmados e fotografados de diversos ângulos e em alta definição. “A tecnologia possibilita que o internauta interaja de forma significativa com a visita”, opina a produtora-executiva do projeto, Carla Sandim. O sistema permite ao usuário avançar ou voltar no momento em que quiser, aproximar-se das obras, ler o que considerar mais relevante etc., podendo ir a qualquer parte do museu sem itinerário obrigatório. A tecnologia também não demanda computadores potentes ou com muita memória, o que torna o projeto acessível de qualquer máquina, em qualquer lugar do mundo, gratuitamente.

O objetivo do ERA Virtual é ampliar o alcance sócio-cultural dos museus que fazem parte do projeto, visto que 92% da população brasileira nunca visitou galerias de arte ou museus, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Tal ampliação se dará pelo computador, pois segundo dados do IBOPE Nielsen Online, 64,8 milhões de brasileiros já tem acesso à internet. Outras metas são democratizar o acesso a essas informações de forma gratuita e fornecer um material de qualidade que pode, muitas vezes, ser utilizado como material didático e de pesquisa, utilizando-se das novas tecnologias na aquisição do conhecimento. “O ERA Virtual também possibilita que exposições programadas para durar um tempo específico perdurem para além do tempo real. Mesmo depois de desmontadas, a visitação online ainda estará disponível”, ressalta o coordenador, Rodrigo Coelho. O projeto ainda visa o estímulo ao turismo cultural com a divulgação dos museus como atrativos turísticos.

O projeto custará 720 mil reais e é financiado por intermédio das Leis Federal e Estadual de Incentivo a Cultura de Minas Gerais e incentivado por empresas privadas.

Os museus participantes da primeira fase do projeto ERA Virtual- Museus são:

Lançamentos na segunda quinzena de março:

o Museu de Artes e Ofícios - Belo Horizonte / MG

o Museu Nacional do Mar - São Francisco do Sul / SC

o Casa de Cora Coralina - Goiás / GO

o Museu Victor Meirelles - Florianópolis / SC

o Museu do Oratório - Ouro Preto / MG

Lançamentos seguintes:

o Memorial Tancredo Neves - São João del-Rei / MG

o Museu de Ciências Naturais PUC Minas - Belo Horizonte / MG

o Museu do Homem do Nordeste - Recife / PE (em fase final de negociação)

o Museu Histórico Abílio Barreto – Belo Horizonte / MG

o Museu Guimarães Rosa – Cordisburgo / MG

o Museu Casa Guignard – Ouro Preto / MG

o Museu do Diamante – Diamantina / MG

Fontes para entrevista:
Carla Sandim - Produtora-Executiva da Empório de Relacionamentos Artísticos (ERA) e idealizadora do projeto
Contatos: (31) 3225-3584 ou (31) 8370-0002 / E-mail: carla@era.art.br
Rodrigo Coelho - Diretor da Empório de Relacionamentos Artísticos (ERA) e idealizador do projeto
Contatos: (31) 3225-3584 ou (31) 8370-0001 / E-mail: era@era.art.br
Site do projeto: www.eravirtual.org

Fonte: Assessoria de imprensa - Sinal de Fumaça

  
  

Publicado por em

Jocilene Costa

Jocilene Costa

25/03/2010 20:09:56
Perfeito. Era exatamente o que estava precisando para as minhas aulas de arte, com a visitação virtual aos museus tenho certeza que meus alunos irao se maravilhar.

Ana Elisa

Ana Elisa

17/03/2010 11:13:48
Maravilhoso. Estou sem palavras, acho que agora minhas aulas de história seram muito mais envolventes.
Estou louca para chegar o lançamento.