Com toque português e muita aventura, Itirapina convida para uma viagem

Um destino certo para quem curte a natureza e esportes radicais é Itirapina. Na cidade várias áreas verdes favorecem a prática de rapel, cascading, rafting, pesca esportiva e passeios náuticos

  
  
Itirapina fica a 220 Km de São Paulo e possui com um dos destaques a Cachoeira do Monjolinho

Um destino certo para quem curte a natureza e esportes radicais é Itirapina. A cidade fica a 220 quilômetros de São Paulo, próximo a Rio Claro, e apresenta como um dos destaques a Cachoeira do Saltão. Além disso, várias áreas verdes favorecem a prática de rapel, cascading, rafting, pesca esportiva e passeios náuticos.

Para começo de viagem, vale ressaltar que o município possui uma história curiosa. Colonizadores portugueses, vindos da Ilha da Madeira, fundaram em 1839 o vilarejo de Itaqueri da Serra, que por sua vez deu origem a Itirapina.

Até hoje, a área está preservada e guarda uma riqueza cultural com construções do final do século 19 e inicio do século 20, que proporcionam um ar nostálgico. Um exemplo é a capela Nossa Senhora da Conceição que possui traços barrocos e foi fundada em 1839.

Com 70 metros de altura, é uma das maiores da região e é utilizada para prática de cascading

Em Itirapina, e religiosidade também se faz presente na Igreja Matriz de Santo Antônio de Pádua. A capela foi construída em 1891 e está localizada no centro da cidade.

Já na parte natural, o turista que gosta de fortes emoções deve conhecer a Cachoeira do Saltão, localizada dentro do Mirante das Águas. Com 70 metros de altura, é uma das maiores da região e é utilizada para prática de cascading. Quem preferir, pode simplesmente observar o visual do entorno.

A Cachoeira do Monjolinho é uma alternativa mais amena. Com uma queda de 12 metros, suas águas formam uma piscina que possibilita um banho refrescante para recarregar as energias.

Outro ponto muito visitado é Represa do Broa onde está localizado o Balneário Santo Antônio. O local é propicio para os esportes aquáticos e também é possível pegar um barco e curtir um belo pôr do sol ao lado da família.

Fonte: Governo de São Paulo

  
  

Publicado por em