Paraquedismo para todos nos céus brasileiros

Que tal entrar em um avião, subir a mais de 4.000 metros de altitude e saltar lá de cima? Este é o paraquedismo, uma atividade de turismo de aventura muito procurada por pessoas de todas as idades

  
  

Que tal entrar em um avião, subir a mais de 4.000 metros de altitude e saltar lá de cima? Este é o paraquedismo, uma atividade de turismo de aventura muito procurada por pessoas de todas as idades em busca de experiências únicas e visuais deslumbrantes.

Mesmo para quem nunca teve contato com a atividade é possível saltar. No interior de São Paulo, por exemplo, diversas escolas especializadas fornecem o curso básico e os equipamentos para o primeiro salto. A praia de Boa Viagem, em Pernambuco, a cidade de Fortaleza, no Ceará, e o Rio de Janeiro são ótimas opções de destinos para quem quer reunir os amigos no fim de semana e saltar de paraquedas.

Em um salto a 13.000 pés (4.000 metros), a pessoa fica cerca de 45 segundos em queda livre e até cinco minutos voando com o paraquedas aberto.

Antes de saltar pela primeira vez, a pessoa passa por um curso básico que ensina todos os mecanismos do salto, procedimentos de segurança, etc. Nas primeiras vezes, é realizado o salto duplo, onde um instrutor vai junto com o aluno. Posteriormente, a pessoa pode fazer um curso preparatório para começar a saltar sozinha e se aperfeiçoar.

Pessoas com deficiência também podem praticar a atividade. Para os deficientes visuais, o salto tem que ser duplo, juntamente com um instrutor. Mas os deficientes auditivos e físicos, após o curso, já podem saltar sozinhos.

É sempre importante se certificar de que a operadora de turismo é associada à ABETA (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura), que trabalha para fortalecer o segmento e reforçar o potencial do Brasil para oferta segura e responsável de atividades de Ecoturismo e Turismo de Aventura.

Fonte: ABETA

  
  

Publicado por em