Pela Trilha do Peuhén nos Andes

As paisagens naturais estão a cada curva das estradas que cortam a região. São lagos, cachoeiras, montanhas brancas, rios e bosques que chamam a atenção e encantam os turistas que descobrem os encantos de uma das mais belas regiões da América do Sul

  
  
Trilha do Peuhén

No Território Andino/Lacustre, que reúne nove cidades da Araucanía, no Chile, as paisagens naturais estão a cada curva das estradas que cortam a região. São lagos, cachoeiras, montanhas brancas, rios e bosques que chamam a atenção e encantam os turistas que, aos poucos, descobrem os encantos de uma das mais belas regiões da América do Sul.

Turisticamente, são cinco circuitos que podem ser apreciados, sem moderação, por quem deseja conhecer a fundo o Território Andino Lacustres.

Um deles foi batizado de Pela Trilha do Pehuén, em homenagem a uma linda lagoa da região. O roteiro começa em Lonquimay, próximo a divisa com a Argentina. Seguindo ao Leste pela Rota Internacional CH-181, chega-se a Lagoa Jara. Segundo viagem, a estrada, uma estrada de cascalho acompanha a Reserva Nacional Alto Bio Bio, que faz parte da Reserva da Biosfera Araucária. Esta é conhecida por seus relevos especiais e uma grande variedade de rios. Dando continuidade ao longo do percurso, é possível observar o morro Batea Mahuida, que deve seu nome ao fato de que é um planalto em forma de banheira invertida. O acesso é fácil e é possível chegar ao cume pagando uma taxa a comunidade mapuche de Cruzaco, que administra o caminho. No Inverno, o morro tem muita neve e é ideal para fazer esqui randonee.

Antes de chegar ao povoado de Icalma, deve-se virar para o Norte e prosseguir aproximadamente 15 quilômetros, onde encontra-se a lagoa Galletué, a 1.350 m de altitude. Lá, várias praias apropriadas para banho e esportes náuticos esperam o visitante. Na região, há várias alternativas para camping e passeios a cavalo e de barco. Este lago é famoso por suas montanhas e por dar origem ao nascimento do Rio Bio Bio.

Indo para o Norte está o Parque Pehuenche Quinquén, que fica a 35 quilômetros de Lonquimay, oferecendo serviços e produtos de ecoturismo, como passeios a cavalo e caminhadas feitas pelos próprios Mapuche Pehuenches. Na época da colheita do pinhão, os visitantes podem participar do processo de "piñoneo", que é buscar o fruto da araucária com algumas famílias da comunidade.

A capital da Região de Araucanía é Temuco, localizada a 670 quilômetros ao Sul de Santiago, cidade onde o poeta Pablo Neruda viveu na infância e onde chegam voos diários no Aeroporto Maquehue. No Verão, o aeroporto de Pucón, outra importante cidade da região, também recebe vôos da capital chilena.

Fonte: Jaime Bórquez Assessoria

  
  

Publicado por em