Turismo de Aventura será certificado

Produtos serão avaliados por organismo certificador autorizado pelo Inmetro

  
  
A emoção do rafting é melhor quando a segurança é garantida

Certificação em Turismo de Aventura no Brasil: segurança para quem pratica, credibilidade e maior competitividade para quem oferece atividades dentro do segmento. O Ministério do Turismo (MTur), em parceria com a Agência de Apoio ao Empreendedor e Pequeno Empresário (Sebrae) e a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta), inicia, neste semestre, o processo de Certificação em Turismo de Aventura no Brasil por meio do programa Aventura Segura.

Os produtos de Turismo de Aventura das empresas serão avaliados por um Organismo Certificador (OTA) autorizado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Esse organismo realizará auditoria nos empreendimentos e avaliará se os produtos estão de acordo com as exigências da norma técnica ABNT NBR 15331 – Sistema de Gestão da Segurança.

A certificação é voluntária. A obtenção do certificado ou selo atesta se o produto ou serviço segue à risca procedimentos de segurança — diferencial para o mercado de aventura. A certificação será implementada nas empresas participantes do programa Aventura Segura, que desenvolve ações de qualificação e estruturação do segmento em 16 destinos de 13 estados brasileiros.

Para o coordenador-geral de Qualificação e Certificação do MTur, Luciano Paixão, a certificação é um mecanismo para reconhecer se a empresa está apta a desenvolver os serviços que oferece. “Quando ocorre a certificação, ela coloca em xeque todos os serviços da empresa. Um estabelecimento certificado oferece aos turistas equipamentos, produtos e serviços que obedecem ao rol de critérios elaborados com base em normas técnicas e estudos. Essa é uma forma de padronizar o mercado e impor um novo ritmo à prestação de serviço no Brasil”, ressalta.

Entre os benefícios da certificação estão: melhor aceitação no mercado, maior credibilidade e diferenciação positiva no mercado nacional e internacional, proteção contra a concorrência desleal, melhor comunicação e redução de múltiplas avaliações por parte dos clientes.

Atualmente, o Brasil conta com aproximadamente 180 empresas em processo de implementação do Sistema de Gestão da Segurança com base na norma técnica ABNT NBR 15331 – referência para o processo de certificação.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em