Como incrementar o Turismo LGBT

Objetivo é participar de eventos e incrementar destinos e atendimento

  
  

Cinco diretrizes para o Turismo LGBT no Brasil foram aprovadas no encerramento da 2ª ‘Conferência Nacional de Políticas Públicas e Direitos Humanos de LGBT’ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), dia 18, em Brasília. O grupo de trabalho ‘Cultura, Turismo, Esportes e Comunicação Social’ - com a participação do Ministério do Turismo (MTur) - apresentou os caminhos que nortearão as ações do Poder Público e da sociedade civil para os próximos dois anos. As ações constarão do ‘Plano Nacional de Direitos Humanos LGBT’.

A primeira diretriz sugere a promoção de produtos e destinos, por meio da participação em eventos e feiras nacionais e internacionais do segmento LGBT, e da produção e distribuição de materiais promocionais, com o objetivo de consolidar o Brasil como uma das referências no turismo LGBT mundial.

Em seguida, o início de um enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes, em especial da população LGBT, de acordo com o que preconiza a legislação vigente ao turismo, em âmbitos estadual, municipal e distrital.

Também está entre as decisões a promoção da sensibilização, mobilização e capacitação de gestores públicos, prestadores de serviços e profissionais do turismo, visando preparar os destinos e produtos brasileiros para um atendimento de excelência ao público LGBT. A missão é considerar as especificidades dos locais e combater a discriminação, seja por orientação sexual ou gênero.

“Outra diretriz é captar eventos internacionais com vistas à geração de postos de trabalho, geração de renda e inclusão social da população LGBT”.

A quinta diretriz provoca a criação de editais que contemplem o apoio às ‘Paradas do Orgulho LGBT’, assim como eventos, programas, projetos, além da realização de estudos e pesquisas (de demanda e oferta) para estruturação de produtos e destinos turísticos LGBT, envolvendo o poder público, iniciativa privada e organizações da sociedade civil.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em