Florianópolis sedia Convenção Internacional de Turismo LGBT

Entre os dias 12 e 14 de abril, a cidade de Florianópolis (SC) receberá mais de 400 agentes de turismo e empresários do setor para a ‘29ª Convenção Global da International Gay and Lesbian Tourism Association’ (IGLTA) que é o maior do mundo no setor

  
  
São esperados participantes de todas as partes do globo para três dias de programação interna e externa

Entre os dias 12 e 14 de abril, a cidade de Florianópolis (SC) receberá mais de 400 agentes de turismo e empresários do setor para a ‘29ª Convenção Global da International Gay and Lesbian Tourism Association’ (IGLTA). O evento anual da maior organização de turismo LGBT do mundo será realizado pela primeira vez na América do Sul e terá como público alvo operadores e agente de viagens, hotéis, companhias aéreas, entre outros atores da cadeia produtiva do turismo.

São esperados participantes de todas as partes do globo para três dias de programação interna e externa. O evento tem apoio do MTur, por meio da Embratur, do governo do Estado de Santa Catarina, da Secretaria Municipal de Turismo, do Florianópolis Convention and Visitors Bureau, da Santur (Santa Catarina Turismo) e da Abrat-GLS. O tema do encontro é “Floripa 2012: Diversidade Natural!".

De acordo com a gerente de projetos do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico (DEAOT) do Ministério do Turismo, Priscila Grintzos, o objetivo de eventos como esse é ampliar as oportunidades para o segmento no Brasil, por meio de relacionamentos e negócios: “Basicamente, o encontro pretende mostrar o incrível crescimento do mercado desse segmento, principalmente da América do Sul, fornecendo informações para que os profissionais de turismo possam expandir os seus negócios a nível mundial”.

Priscila acrescenta que os eventos internacionais, como a ‘Convenção IGLTA’, trazem contribuições importantes para os destinos que os recebem. “Uma delas é a presença dos participantes nacionais e internacionais pelo período médio de uma semana, consumindo os serviços locais. Eles também atuarão como multiplicadores, ao incluir o destino em seus catálogos e recomendá-lo para amigos e familiares”.

As notícias positivas sobre o destino, motivadas pelos participantes e pela mídia, também são uma contribuição fundamental. De acordo com estudo de impactos econômicos desenvolvidos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), durante 37 eventos internacionais, os participantes desse tipo de encontro gastam, em média, US$ 285 dólares. “Somado ao gasto dos participantes nacionais, temos um valor significativo que gera renda para hotéis e restaurantes, além de envolver também os transportes e outros serviços turísticos. A contratação de mão de obra também é importante para os trabalhadores e prestadores de serviços da cidade”, completa Priscila.

EVENTOS NACIONAIS
As viagens lideram a preferência do público LGBT, e o Brasil é considerado um dos dez melhores destinos para esses consumidores. Por esse motivo, a Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes (Abrat-GLS) lançou, em março deste ano, o principal programa voltado exclusivamente para o segmento, o “Eu Amo Viajar 2012”. Em conjunto com operadoras, agências, estabelecimentos de hospedagem e a Gol Linhas Aéreas, a Abrat-GLS pretende oferecer ao público nacional e internacional diferenciais de lazer e turismo, com um calendário específico de destinos pouco explorados por esse público.

A entidade também realizará, na próxima segunda-feira (16), em sua sede, na capital paulista, o “I Road Show do Turismo LGBTS”. O objetivo é mostrar os principais destinos internacionais e empresas que têm a oferecer produtos ao turista brasileiro deste segmento. Serão apresentados destinos como Nova Iorque e Fort Lauderdale (EUA), Índia e Portugal, assim como shoppings de luxo, empresas hoteleiras, associações e nichos de mercado do segmento que cresce mundialmente todos os anos.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em