Parada da Diversidade atrai mais de 20 estados e 13 países para Pernambuco

Empetur realizou pesquisa no intuito de disponibilizar subsídios para o planejamento estratégico do turismo e orientar a tomada de decisões dos empresários do setor

  
  

No intuito de disponibilizar subsídios para o planejamento estratégico do turismo e orientar a tomada de decisões dos empresários do setor, através da identificação do perfil do visitante LGBT, o Departamento de Estatística da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) realizou, no último dia 19, a pesquisa do Perfil Socioeconômico dos Visitantes na Parada da Diversidade do Recife. Mais de 20 estados brasileiros e 13 países estiveram representados no evento. Quase 97% dos participantes do evento afirmaram que gostariam de retornar ao Estado no futuro e 84% avaliaram a estadia como boa ou ótima. Foram aplicados 329 questionários.

A pesquisa identificou ainda que aproximadamente 92% dos turistas que visitaram Pernambuco no período residiam no Brasil. Desse total, 32% eram pernambucanos. O estado que mais emitiu visitantes para cá foi São Paulo representado por 12,5%. Bahia (6.7%), Rio de Janeiro (6,7%), Paraíba (5,4%) e Rio Grande do Sul (5,4%) também aparecem como mercados importantes.

Em relação aos estrangeiros, destacam-se os residentes em Portugal e na Itália, ambos com 19,2% do total, Holanda (11,5%), Alemanha ( 7,6%) e Argentina (7,6%) completam a maior parte da lista. Enquanto a renda mensal média dos brasileiros participantes da Parada da Diversidade chegou aos R$ 3 mil, a dos estrangeiros superava os R$ 7 mil.

Outro aspecto importante avaliado na pesquisa foi a faixa etária dos visitantes. A idade média foi de aproximadamente 36 anos, enquanto a maior concentração foi identificada na faixa entre 26 a 35 anos, com 33,1% das respostas. Os entrevistados que se colocaram entre 18 e 25 anos foram responsáveis por 26,7% das indicações e os compreendidos entre 36 e 50 anos (25,9%) e 51 a 65 anos (12,1%) foram responsáveis por 38%, ao combinar as duas faixas etárias.

Viagem - A maioria dos participantes da Parada da Diversidade preferiu participar do evento acompanhado dos amigos ou só. Segundo a pesquisa, estes dois públicos, juntos, somam 75,2% . No detalhamento, 41,4% do total de entrevistados disseram viajar com amigos, enquanto 33,8% viajavam sozinhos e outros 22,8% estavam na companhia da família.

Com relação ao local de estadia dos entrevistados, a grande maioria ficou em hoteis (43,5%) ou casas de parentes ou amigos (35,5%). Outras formas de hospedagem lembradas foram casas e apartamentos alugados (6,2%) e as pousadas e a casa própria, ambas com 5,1%.

O tempo médio de permanência dos visitantes em Pernambuco foi de 6 dias. O gasto médio individual e diário desses turistas no Recife R$ 279,6 e durante o dia do evento R$ 130,8.

Passeio - A maior parte dos turistas que vieram a Pernambuco no período pesquisado procurou o Estado para passear, com 32,9% das respostas. A Parada da Diversidade ficou com 29,8%, na segunda colocação. Entre os locais considerados LGBTS, 49,4% afirmaram ter visitado a Boate Metrópole. As boates MKB (14,4%) e Misty (10,8%) também foram citadas como ambientes frequentados durante a estadia no Recife.

Avaliação – De forma geral, a avaliação feita pelos turistas quanto às atrações, equipamentos e serviços turísticos e a infra-estrutura urbana dos locais visitados foi bastante positiva: 84,2% avaliaram o destino Pernambuco como bom ou ótimo.

Com relação aos equipamentos e serviços turísticos, todos os itens foram aprovados como ótimos ou bons, com destaque para a hospitalidade do povo (quase 90% de aprovação). O comércio/compras (87,2%) os bares/restaurantes (83,3%), os meios de hospedagem (85%) e os atrativos turísticos (89,1%) também foram aprovados pela grande maioria daqueles que os utilizaram.

Fonte: Secretaria de Turismo de Pernambuco

  
  

Publicado por em