Turismo GLS em destaque no 6º Salão do Turismo

Pela primeira vez, destinos turísticos brasileiros qualificados para atender às demandas do público LGBT serão apresentados aos operadores de turismo

  
  

De olho no turismo GLS, que movimenta mais de US$ 100 bilhões ao ano, o Ministério do Turismo (MTur), a Associação Brasileira de Turismo GLS (Abrat-GLS) e o Sebrae promovem, pela primeira vez, durante o 6° Salão do Turismo – Roteiros do Brasil, encontro de negócios com foco no público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais). O evento acontece de 13 a 17 de julho, no Anhembi, em São Paulo (SP).

O objetivo do encontro é apresentar, aos operadores de turismo, destinos turísticos brasileiros qualificados para atender às demandas desse exigente público, que viaja cinco vezes mais que os turistas heterossexuais.

“A ideia é aproximar os destinos – que já têm produtos formatados para esse público específico – e os operadores. Sabemos que existe uma demanda crescente e muitos operadores não têm conhecimento sobre quais produtos são mais adequados”, ressalta a secretária Nacional de Políticas de Turismo, Bel Mesquita.

Para participar da rodada de negócios GLS, a empresa precisa ser associada à Abrat-GLS ou ter participado de seminário de sensibilização. Caso o empresário não cumpra nenhum dos requisitos, durante o salão, poderá assistir à palestra de sensibilização da Abrat-GLS e, assim, participar do encontro de negócios.

"O que vemos hoje no turismo nacional são pouquíssimas empresas realmente preparadas para atender a esse público", ressalta o diretor de marketing da Abrat-GLS, Heitor Ferreira Filho. E, acrescenta: "É uma oportunidade única para empresas e destinos que queiram se beneficiar desse ascendente mercado ".

O turismo GLS já atrai interesse das principais empresas globais de turismo, como companhias aéreas – American Airlines, SAS, TAM – e operadoras internacionais, a exemplo da Travelocity.

No ano passado, o MTur, o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) e a Abrat-GLS firmaram um acordo para desenvolver ações de estruturações de produtos para o público LGBT.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em