Alta do dólar faz preço de passagens para os EUA cair mais de 30%; Veja dicas para encontrar promoções

Dólar alto é sinônimo de passagens mais caras? Errou quem apostou no óbvio. Devido a crise, as empresas aéreas surpreenderam os clientes e abaixaram os preços dos bilhetes rumo aos EUA. Veja também 5 dicas para achar as famosas promoções

  
  
Se o dólar subiu 20% e a inflação cresceu, os preços das passagens registraram queda de mais de 30% para os principais destinos norte-americanos

Houve um consenso geral entre os economistas que o turismo internacional seria um dos mais afetados com a alta do dólar e muitos 'futuros viajantes' pensaram em postergar o sonho de uma viagem ao exterior, em especial aos Estados Unidos. Realmente, o dólar subiu de R$ 2,60 em meados de setembro para R$ 3,10, o que representa uma alta de 20% no valor da moeda norte-americana em pouco mais de seis meses. Em paralelo os dados do metabuscador de passagens Voopter apontam uma queda de 35% nas pesquisas por destinos como Orlando e Miami, nos Estados Unidos. Porém, a surpresa foi a queda no valor real das passagens aéreas rumo ao país norte-americano.

Poucos acreditavam que o aumento do dólar poderia gerar economia na compra de bilhetes aéreos, mas é a atual realidade do mercado. Se o dólar subiu 20% e a inflação cresceu, os preços das passagens registraram queda de mais de 30% para os principais destinos norte-americanos, segundo o Voopter. Encontrar passagens aéreas para Miami e Orlando até meados do ano passado com valores abaixo de R$ 1,4 mil acontecia apenas nas raras promoções que ocorriam em horários alternativos ou aos finais de semana, mas rapidamente se esgotavam. Agora, sem pesquisar muito é possível encontrar diversas opções de bilhetes custando a partir de R$ 1.150 mil. O segredo? As companhias aéreas decidiram abaixar os preços para reaquecerem o mercado e evitarem uma crise financeira ainda maior. Afinal, os aviões irão decolar com 1% ou 100% da lotação.

Os preços baixaram, mas é possível encontrar bilhetes ainda mais baratos procurando bem e seguindo algumas dicas que ajudam os turistas a pagarem menos pelas passagens. Para isso, reunimos aqui cinco dicas de como localizá-las e economizar na hora da compra. Agora, não terá como dizer que não consegue achar as famosas passagens superbaratas!

Flexibilidade
Esta é a palavra chave para quem quer economizar. Caso não tenha flexibilidade por qualquer motivo ficará mais difícil encontrar passagens aéreas promocionais ou baratas. Optar por um horário de voo menos badalado e por um aeroporto com menos fluxo de passageiros são dicas que irão lhe economizar um bom dinheiro ao final da viagem.

Rotas alternativas
Quanto mais ocupado estiver o voo, mais caro será. A dica é fugir dos principais aeroportos, pois os voos neles tendem a ter uma lotação maior. A principal ponte aérea do Brasil é um bom exemplo da diferença de valor que trará uma mudança de rota. São Paulo/ Rio de Janeiro é vendido por cerca de R$ 100 o trecho, mas quando a rota é alterada para Campinas/ Rio de Janeiro o preço da passagem fica até 50% mais barato.

Mesmo com a distância entre o Rio e Campinas (394 km) sendo maior do que com a cidade de São Paulo (357 km), a passagem é encontrada facilmente pela metade do preço com destino a cidade do interior paulista. Ainda incluindo o preço da passagem de ônibus entre São Paulo/Campinas que é de cerca de R$ 25, fica em média 30% mais barato optar pelo interior.

Oferta e demanda
A famosa lei da oferta e demanda é mais uma dica para conseguir passagens aéreas baratas. Não importa o destino do voo ou o local de embarque, haverá passagens baratas em horários alternativos. Geralmente, os passageiros preferem os 'horários mais comuns', como embarcar de manhã e voltar ao final do dia. Porém, quem quer economizar precisa fugir do fluxo e pesquisar preços em horários alternativos. As passagens aéreas durante a madruga geralmente são bem mais baratas do que nos horários convencionais, independente do destino. Afinal, é muito melhor viajar de manhã ou a tarde do que durante a noite.

Feriados
Quem procura boas promoções deve fugir dos feriados. Se a companhia aérea sabe que aqueles voos irão lotar com qualquer preço porque fazer uma promoção? Para quem quer viajar em período de feriados, a dica é comprar a passagem aérea em dias menos concorridos. Na Páscoa, a maior parte da população pode voar a partir de sexta-feira, então, a dica é comprar a passagem para alguns dias antes. Na volta faça a mesma coisa! Compre a passagem em outro dia que não seja o domingo. Afinal, é o dia que tradicionalmente as pessoas voltam da viagem de Páscoa.

Antecedência
Qualquer empresa prefere vender um produto com meses de antecedência e garantir o dinheiro em caixa à vendê-lo próximo ao prazo de 'vencimento'. Com as companhias aéreas não é diferente. Quanto maior a antecedência de tempo na compra da passagem, maior será a probabilidade dela estar em 'promoção'.

  
  

Publicado por em