Antiga base militar inglesa se transforma em menor país do mundo; Veja fotos

Com 550 m² e 30 habitantes, o país é uma monarquia constitucional e está localizado a 10 quilômetros da Inglaterra, no meio do Oceano Atlântico. A nação que não é reconhecida pela ONU vende títulos de nobreza e até contas de e-mail

  
  
Construída de aço e concreto, a antiga plataforma funcionou como uma base militar avançada da marinha inglesa durante a 2ª Guerra Mundial

Quem nunca sonhou em ter o próprio país? O britânico Paddy Roy Bates resolveu o problema e criou sua pátria, além de uma briga internacional. Se fundar a própria nação já não era o bastante, ele se autodeclarou rei e ainda deu títulos de nobreza a toda a família. Localizada a cerca de 10 quilômetros de distância da região de Suff Olk, na Inglaterra, a antiga plataforma militar fica no Oceano Atlântico e é considerada a menor nação do mundo.

Em 1966, o ex-combatente da 2ª Guerra Mundial decidiu fundar uma rádio pirata, mas o governo inglês passou a persegui-lo. Para fugir, Bates se mudou para uma antiga plataforma militar inglesa, porém foi desalojado. Contudo, o futuro rei de Sealand não desistiu e rumou para outra plataforma abandonada, mas desta vez em águas internacionais. O governo britânico tentou de novo expulsá-lo, mas neste caso a justiça do país deu ganho de causa a Bates.

Com a vitória nos tribunais, ele decidiu dar um passo maior e fundar seu próprio país dentro da base "Rough Towers", em 1966. Após quase um ano da criação do Estado, em 2 de setembro de 1967, Bates convidou todos os amigos para uma festa em sua nova nação e os surpreendeu ao se autoproclamar Rei de Sealand. Ele também deu títulos de nobreza a sua esposa e filhos. No mesmo dia, o novo rei também apresentou a bandeira e o brasão oficial do país com o lema "E mare, libertas" (do mar, a liberdade, em português). Porém, um país soberano necessita de uma moeda própria, Constituição, além de passaportes. Em 1975, ele resolveu estes problemas e apresentou aos habitantes suas novas leis, documentos e moedas.

Até meados de 1978, Sealand era desconhecida do grande público, porém um golpe político colocou o país no noticiário internacional. Durante uma "visita oficial" da Família Real à Inglaterra, piratas holandeses e alemães tomaram o poder da ilha e fizeram o príncipe Michael, filho do monarca, de refém. Após negociações internacionais com diplomatas europeus, o príncipe foi libertado e a plataforma voltou a ser governada por Bates.

Turismo
A economia do país gira em torno do turismo e da venda de títulos de nobreza. Para arrecadar dinheiro, Sealand vende aos habitantes de outras nações títulos de nobreza como Lord, Cavaleiro, Conde e até endereços de e-mail do país. Outra fatia importante do PIB de US$ 600 mil de Sealand vem dos turistas que chegam de helicóptero para conhecerem o país que fica numa antiga base militar inglesa. Os voos partem do sudeste da Inglaterra e tem duração de aproximadamente 30 minutos.

Sealand
Construída de aço e concreto, a antiga plataforma funcionou como uma base militar avançada da marinha inglesa durante a 2ª Guerra Mundial, porém foi abandonada após o fim do conflito. Entre as justificativas do governo britânico para o abandono do local está a dificuldade de acesso a construção. Até os dias atuais este problema persiste, pois devido as fortes correntezas que existem na região é quase impossível desembarcar na plataforma de barco ou navio. A única forma segura de chegar a Sealand é de helicóptero.

O país que possui apenas 550 m² e cerca de 30 habitantes não é reconhecido oficialmente pela Organização das Nações Unidas (ONU), porém em sua página oficial afirma que a Alemanha e o Reino Unido o reconhecem. A afirmação é feita embasada no fato de ambos os países terem enviado diplomatas para solucionarem a crise de 1978 e com isso, reconheceram Sealand como uma nação soberana. O atual monarca do país é Michel Bates, filho do Rei Paddy Bates que faleceu em 9 de outubro de 2012, aos 91 anos.

Serviço
Principado de Sealand
Capital: Cidade de Sealand
Governo: Monarquia constitucional
Monarca: Michael Bates
Moeda: Dólar de Sealand (o valor é atrelado ao dólar norte-americano)

Mapa


.
Confira fotos do menor país do mundo, o Principado de Sealand

Localizada a cerca de 10 quilômetros de distância da região de Suff Olk, na Inglaterra, a antiga plataforma militar fica no Oceano Atlântico e é considerada a menor nação do mundo

.

O país que possui apenas 550 m² e cerca de 30 habitantes não é reconhecido oficialmente pela Organização das Nações Unidas (ONU)

.

A economia do país gira em torno do turismo e da venda de títulos de nobreza

.

Quem nunca sonhou em ter o próprio país? O britânico Paddy Roy Bates resolveu o problema e criou sua pátria

.

Vista interna da sala do DataCenter de Sealand

.

Sealand é abastecida 100% com produtos importados

.

Até meados de 1978, Sealand era desconhecida do grande público, porém um golpe político colocou o país no noticiário internacional

.

Em 1966, o ex-combatente da 2ª Guerra Mundial, Paddy Roy Bates, decidiu fundar uma rádio pirata, mas o governo inglês passou a persegui-lo. Ao final da história, ele criou o menor país do mundo

.
Por Dennys Marcel

  
  

Publicado por em

Northon

Northon

23/09/2014 11:06:46
Impossível conseguir água doce nesse local! A solução é trazer de fora mesmo. Já a alimentação pode ser à base de peixes!

Maurício

Maurício

23/09/2014 09:01:39
Fiquei curioso em saber como fazem pra ter água potável, de resto, achei legal.

Dada

Dada

23/09/2014 08:32:39
Quero meu país também.

Jose Ribamar Rodrigues

Jose Ribamar Rodrigues

23/09/2014 08:24:13
Interessante, mas não pode ser considerada uma nação.

Alexandre

Alexandre

23/09/2014 07:20:56
Eu também tenho um título de nobreza, eu sou Sir Alexandre!

HONMART

HONMART

23/09/2014 01:59:53
Apesar de inútil, demonstra idealismo. Tentando achá-lo pelo Google Earth, não foi possível. Apenas há fotos postadas na localização exata e arredores.

Carlos Kalado

Carlos Kalado

23/09/2014 00:15:39
Meu sonho é morar nesse país!

Bruno

Bruno

22/09/2014 21:51:31
Como o lixo é retirado ?

Salmo

Salmo

22/09/2014 20:28:26
Até que a ferrugem os separe.

Tiago

Tiago

22/09/2014 19:05:43
Qual a capital desse país e quando veremos a seleção desse país na copa?

Abdiel Andriolo de Andrade

Abdiel Andriolo de Andrade

22/09/2014 18:12:55
Não vou mais para Passárgada, agora eu vou para Sealand; lá serei amigo do rei

Edson

Edson

22/09/2014 18:02:19
Loucuras,loucuras, loucuras!

Paulo Mota

Paulo Mota

22/09/2014 17:33:41
Muito interessante, mas morar neste país me parece ser um pouco monotono

Gleyverson

Gleyverson

22/09/2014 17:14:57
Simplesmente deslumbrante!

Aníbal Silva Santos

Aníbal Silva Santos

22/09/2014 17:03:20
Libertário radical. O Maluco Beleza apoaria.

Nilson Souza Rodrigues

Nilson Souza Rodrigues

22/09/2014 16:31:57
É um caso incomum, mas muito interessante. Eles possuem helicópteros? Em caso de doença como são atendidos? Alguém vai ao continente ou os do continente vem a eles? Teem tratado de defesa com algum país? Nessa reportagem faltaram fotos dos ambientes internos e das pessoas. 30 pessoas que se amam ou se suportam juntas, não dá para sair;

Luis Carlos Cardoso

Luis Carlos Cardoso

22/09/2014 16:25:04
Viver em Sealand, é viver no mais completo exílio.

REI-NALDO

REI-NALDO

22/09/2014 16:17:02
MAGNIFICA, A EXCENTRICIDADE DAS PESSOAS NÃO TEM LIMITE.

Carlos

Carlos

22/09/2014 16:07:59
Mto legal!

Joly Junior

Joly Junior

22/09/2014 15:29:19
É a certeza que o ser humano pode usar muito mais do que só os 30% do cérebro! Parabéns aos Sealandenses! Eu gostaria muito de conhecê-los!!! Como devo fazer?

Jose serafim

Jose serafim

22/09/2014 15:21:45
Pena... se houvesse um rio para pescar e vôos diretos, até me aventurava e ia com alguns amigos de viagens....è sempre bom conhecer novas terras.

Eliza Navarro

Eliza Navarro

22/09/2014 15:16:59
Legal, tudo isso nasceu de uma questão de atitude.

Milton

Milton

22/09/2014 15:14:53
Mas esta estrutura tem alguma utilidade atualmente?

Yciero

Yciero

22/09/2014 15:04:07
Eu no comando do governo inglês declararia guerra e destruiria as plataformas.

Paulo Hofer

Paulo Hofer

22/09/2014 15:03:06
Exemplo puro de empreendedorismo e perseverança. Condições extremas e adversas provam mais uma vez serem terreno fértil para uma boa ideia.

Denis

Denis

22/09/2014 14:46:26
Gostei da reportagem, muito interesante! Não sabia da existência desta plataforma e muito menos que era habitada

Aparecido Corrêa Cirelli

Aparecido Corrêa Cirelli

22/09/2014 14:19:05
Até eu gostaria de conhecer e morar num lugar deste.

Marcondes

Marcondes

22/09/2014 14:14:54
Fantástico! Muito legal! E o melhor de tudo, lá não tem eleições, políticos, corrupção, 'sem isso e sem aquilo'. E mais: VIVA O REI!!!

Oswaldo Dias

Oswaldo Dias

22/09/2014 14:09:26
Fantástica idéia. Vou me inteirar mais a respeito

General Von der Marr

General Von der Marr

22/09/2014 14:07:51
Pretendo obter a patente de Marechal de Campo nas Forças Desarmadas da invicta Sealand. Com a anuência de Sua Majestade, o Rei, poderia acumular a função de Contra Almirante de Mar e Guerra, na defesa de seu mar territorial.

Pirata Tibetano

Pirata Tibetano

22/09/2014 13:49:15
Pelo que foi possível observas nas imagens, este país está bastante enferrujado!

Micky Oliver - MG

Micky Oliver - MG

22/09/2014 13:40:12
Nunca ouvi falar desse "país"! Imaginem se a moda pega e todo fazendeiro/ latifundiário resolva fazer o mesmo. Afinal, suas terras são muito maiores que essa base no meio do nada!

JOSE DE CAMPOS

JOSE DE CAMPOS

22/09/2014 13:18:09
SE A MODA PEGAR, VAI EXISTIR MUITOS PAISES PEQUENO NESTE MUNDO.

Gus Devan

Gus Devan

22/09/2014 13:06:04
Muito interessante a matéria! Parabéns

Felix

Felix

22/09/2014 12:40:06
É um louco lunático.

Anette Dumas

Anette Dumas

22/09/2014 12:38:05
Nossa, não há jardins, hortas, árvores, bichos de um modo geral que lugar horrível pra se viver.

JOSE FRANCISCO FERREIRA

JOSE FRANCISCO FERREIRA

22/09/2014 12:26:37
SONHO É SONHO E AS VEZES PODE SER VIVIDO

Fabio Araujo

Fabio Araujo

22/09/2014 12:19:21
Com essa dieta a base de enlatados nao aguentaria mais que uma semana em SEALAND