Canadá e Alasca por terras, mares e histórias

Da metrópole à tundra, Canadá e Alasca são roteiros complementares que alimentam a alma do viajante com imagens impactantes e lembranças inesquecíveis

  
  
Alasca

Canadá. Um país bilíngue, segundo maior em área total (atrás apenas da Rússia) e dono da maior fronteira terrestre do mundo, a que o separa do vizinho Estados Unidos. Tudo é superlativo por lá, principalmente a qualidade de vida. Quem visita suas cidades recebe um tratamento de choque de civilidade e organização.

A viagem começa em Calgary, terceira cidade mais populosa do Canadá, e com uma frota invejável de...bicicletas! São 400 km de vias adaptadas e outros 200 km de vias especialmente planejadas para as bikes. O cartão postal local, a Calgary Tower, é a visita obrigatória incluída no roteiro.

A próxima parada é pura aventura: o Parque Nacional de Banff, Patrimônio da Humanidade das Montanhas Rochosas, e o estonteante Lago Louise e suas águas esmeralda. Outras belezas das Rochosas são Jasper, Kamloops e Whistler, redutos de natureza exuberante, com parques nacionais mundialmente famosos, e intensa atividade cultural.

Para encerrar a passagem pelo Canadá, a cosmopolita Vancouver. Os prédios modernos se confundem no horizonte com os picos nevados. As ruas, limpas, sinalizadas e bem planejadas, já deixam claro que a vocação da cidade é o turismo. O visitante se sente confortável para caminhar sem direção entre suas famosas praças e belos parques. A ponte suspensa de Capilano sobre o vertiginoso canion de mesmo nome é um daqueles passeios que fica na memória não apenas pelo visual imponente, mas pelo inevitável frio na barriga. A viagem cruza a fronteira e vai para Seattle, de onde prossegue no cruzeiro rumo ao selvagem e exuberante Alasca.

Maior estado dos Estados Unidos, e também o menos povoado, o Alasca foi comprado do Império Russo no século XIX. A princípio tido apenas como um imenso território gelado, hoje é o centro de uma disputa entre o governo norte-americano e ambientalistas por causa de sua grande reserva de petróleo.

A primeira parada é Ketchikan, a Capital do Salmão e mais antiga cidade do Alaska, construída em grande parte sobre armações, diques e estacas à beira d’água. A elegante Rua Creek, ladeada por finas boutiques, galerias de arte e restaurantes, exige horas de exploração e devaneio. Para quem busca mais rusticidade, o Parque Totem Bight abriga a maior coleção de totens a céu aberto do mundo. Esculpidos pelos primeiros habitantes indígenas da região, cada animal esculpido – baleia, águia, corvo, urso, lobo, castor etc - representa não apenas a fauna local, mas o elemento de uma narrativa. Diz-se que os totens são contadores silenciosos de histórias.

Juneau, a capital do estado, é um paradoxo turístico. No coração da Floresta Nacional Tongass, lar de pássaros raros como a andorinha do Ártico, surge a cidade, moderna e vibrante. Logo ao chegar, o visitante é levado a conhecer o Glaciar Mendenhall, com 19 km de extensão. Já a vizinha de Skagway remete aos tempos em que a nação era movida pela corrida do ouro. A cidade mantém um cemitério e um museu que guardam memórias desse período. Também em Skagway estão localizadas as magníficas cascatas Pitchfork e Bridal Veil.

Em Victoria, capital da Columbia Britânica e mais uma das cidades apaixonantes do território canadense. Com a alcunha de “cidade jardim”, devido às diversas áreas verdes, e principalmente ao impressionante e colorido Jardim de Butchart, a ilha ferve de jovens e visitantes o ano todo.

Da metrópole à tundra, Canadá e Alasca são roteiros complementares que alimentam a alma do viajante com imagens impactantes e lembranças inesquecíveis.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em

Ana Lívia Leal

Ana Lívia Leal

06/02/2013 18:14:18
Adoraria conhecer o Canadá.

Tata

Tata

10/05/2012 22:27:04
Um lugar MARAVILHOSO que graças a Deus tive a oportunidade de conhecer. Quem puder, faça a viagem pelas montanhas rochosas do Canadá, é verdadeiramente inesquecível!

Elisabete

Elisabete

02/05/2012 11:24:09
Pelo entusiasmo das palavras apaixonei pelo lugar, um dia irei. Parabéns pela reportagem!

Alcilene

Alcilene

02/05/2012 09:27:26
Adorei a Cosmopolita Vancouver e o tratamento de choque de civilização e organização.